Como montar um salão de beleza

LEITURA DE 17 MIN

Fazer as unhas, depilar, investir em tratamentos capilares e em massagens são atividades bastante presentes na rotina das brasileiras. Segundo o SEBRAE, pesquisas realizadas nos últimos anos mostram que o setor de beleza no país está sempre em ascensão. Se você presta esses serviços e tem o sonho de abrir o próprio negócio, chegou a hora de aprender como montar um salão de beleza.

A opção por um estilo de vida saudável, focado no bem-estar e na beleza, está em alta. A demanda por profissionais de estética tem aumentado, junto com o crescimento da população e da longevidade. Também de acordo com o SEBRAE, o consumidor que procura por serviços de estética não quer apenas se  sentir mais bonito. Também deseja viver um momento de satisfação e prazer. Por isso, os salões de beleza são, hoje, locais onde se vende experiência de consumo.

Quem pretende montar um salão de beleza de sucesso deve prestar atenção em detalhes como a decoração do ambiente e o atendimento ao cliente, além da excelência dos serviços prestados. Vamos descobrir por onde começar? Neste post, você irá aprender a:

  • Definir o estilo do salão
  • Investimento e planejamento
  • Encontrar o espaço ideal
  • Equipamento e estrutura do salão
  • Identidade: como dar uma cara para o seu salão
  • Seleção de funcionários
  • Divulgação
  • Exigências legais e de vigilância sanitária

Dicas de como montar um salão de beleza

Definir o estilo do salão

Antes de investir no seu espaço e montar o salão de beleza, é preciso definir quem são os clientes que deseja atender. Serão de classe alta e super exigentes, dispostos a pagar caro por produtos e localização privilegiada? Ou você deseja abrir algo menor, em um bairro mais simples e com preços acessíveis? Saiba quem vai entrar no seu salão todos os dias. Isso irá te ajudar a procurar pelo local adequado, a escolher os fornecedores e a estabelecer os preços. O nível de investimento também dependerá disso.

Além disso, decida em quais tipos de serviços pretende se focar. Hoje existem as esmaltarias, que são voltadas apenas para unhas. Há, também, os salões em que duas ou três sócias se unem para prestar serviços especializados, como depilação, tratamento capilar e design de sobrancelha. Há, ainda os espaços mais abrangentes, onde o cliente encontra absolutamente tudo o que procura.

Investimento e planejamento

Primeiro, saiba quanto você tem para investir. Essa informação é fundamental para definir todos os itens abaixo. Faça um plano de investimento e decida quanto irá gastar com cada passo. Analise a concorrência e faça uma projeção do retorno financeiro. Coloque na ponta do lápis todos os gastos mensais, como aluguel, contas, salários, manutenção de equipamentos e compra de produtos.

Uma boa planilha ajuda muito a controlar o que está investindo e ganhando. Dessa maneira, você consegue ajustar os preços, combinar salários e definir valores dos serviços. Se necessário, peça ajuda de um familiar ou amigo que entenda de finanças. Também converse com o contador sobre gastos com impostos, pois será necessário abrir uma MEI ou uma pequena empresa.

Por fim, faça os cálculos com o objetivo de sempre manter uma pequena reserva de dinheiro. Esse valor será utilizado no fluxo de caixa para manter o salão funcionando e possíveis emergências.

Veja algumas dicas a mais no vídeo abaixo:

Encontre o espaço ideal

Definido o estilo do salão, chega a hora de encontrar um local para acomodá-lo. Se o orçamento estiver apertado e houver espaço na sua casa, poderá montá-lo na própria garagem ou em uma sala adaptada. Outra ideia é alugar ou comprar um imóvel que sirva para as duas finalidades: tanto trabalhar, quanto viver. Mas lembre-se: a localização deve ser atraente para o público que deseja atingir.

Se for alugar um novo imóvel para o salão de beleza, o segredo é bater bastante perna pela região onde deseja instalá-lo. Isso significa visitar os salões que serão seus concorrentes diretos. Quais serviços eles oferecem e quais os valores cobrados? Eles possuem funcionários? Como é a estrutura? Também visite o local pretendido em diversos horários para ter uma noção do movimento.

Além disso, prefira locais movimentados e acessíveis, com opções de transporte público ou estacionamento. Em regiões comerciais, por exemplo, você poderá atrair clientes que precisam ser atendidas ao longo do expediente, no horário do almoço ou durante alguma pausa.

Equipamentos e estrutura do salão

Quando for montar o salão de beleza, saiba que deve ter ao menos dois ambientes: uma sala (para acomodar a recepção e serviços) e um banheiro. Mesmo em um espaço pequeno, é possível organizá-lo e decorá-lo para que fique aconchegante.  Com a correria do dia a dia, as clientes preferem se cuidar em um espaço relaxante e prazeroso. O mais importante é manter o salão sempre limpo, arejado e funcional.

O balcão de atendimento deve possibilitar o cadastro de clientes e controle dos serviços prestados, seja por meio de um computador ou fichas em papel. Também deve ter telefone e permitir um atendimento ágil. O caixa pode ficar na própria recepção, onde ocorrerá o primeiro e último contato do cliente no salão de beleza.

Organize uma sala de espera com um local confortável para sentar e bebidas, como água e café. Também disponibilize revistas, uma televisão ou outras fontes de entretenimento. Já as salas de atendimento devem ter espaço suficiente para acomodar os profissionais e clientes. Lembre-se de que quanto mais serviços oferecer, mais espaço precisará.

As salas de atendimento devem ser bastante iluminadas para facilitar o trabalho do profissional. Serviços como depilação e massagem demandam acomodações específicas, respeitando a privacidade e conforto do cliente. Se necessário, instale ar condicionado.

Para facilitar a sua vida e economizar, prefira locais com bastante luz natural e fáceis de limpar. Instale lâmpadas fluorescentes, que gastam menos, e aparelhos domésticos econômicos. É importante comprar uma geladeira para manter as bebidas sempre frescas e, se necessário, montar uma pequena cozinha útil para os funcionários.

A lista de equipamentos que você irá precisar é bastante longa. Faça uma planilha e a cotação dos preços. Não esqueça de optar por produtos com bom custo-benefício, econômicos e duráveis. Veja alguns itens indispensáveis:

  • Bancada de apoio para a recepção;
  • Cadeira para a recepcionista;
  • Sofá para a recepção;
  • Lixeiras;
  • Armários, gaveteiros ou prateleiras;
  • Espelhos;
  • Cadeiras para corte;
  • Poltronas para serviços de manicure;
  • Carrinho para auxiliar a manicure;
  • Maca para atendimento de depilação e massagem;
  • Telefone;
  • Frigobar ou geladeira;
  • Máquina para esterilizar equipamentos;
  • Ar condicionado;
  • Sistema de som ambiente.

Veja mais dicas no vídeo abaixo:

Identidade: como dar uma cara para o seu salão

Não subestime a decoração, pois ela dará identidade para o seu salão de beleza. Precisa ser bonita, receptiva, funcional e valorizar o conforto do cliente. O público-alvo e a localização são determinantes. Você pode construir um espaço mais moderno e descolado, voltado para o público jovem, ou um ambiente chique, se pretende atender mulheres de meia idade e classe alta.

Se o espaço é pequeno, aproveite-o com sabedoria. Utilizar muitos espelhos, cores claras e luz fria pode fazer o local parecer mais amplo. Decore apenas com objetos essenciais, para não atrapalhar a circulação, e escolha cores que tenham a ver com a identidade do salão.

Saiba mais sobre como decorar um salão de beleza.

Seleção de funcionários

Contratar ao menos um funcionário é uma necessidade em praticamente todos os salões de beleza. Se você for o profissional que presta os serviços, provavelmente irá precisar de recepcionista ou assistente.

Montar a equipe, independente do tamanho, é sempre um desafio. Teste o trabalho dos candidatos para garantir que prestam um bom serviço. Além disso, analise sua capacidade de ser atencioso, simpático e prestativo com o cliente.

Por fim, converse com o seu contador para entender qual o melhor regime de contratação. Manicures, por exemplo, costumam trabalhar por comissão, recebendo uma parcela de cada unha feita. Já recepcionistas e outros funcionários podem entrar no regime CLT, mas faça todos os cálculos para garantir que terá como arcar com as despesas.

Divulgação

O seu salão de beleza pode ser agradável, aconchegante, acessível e oferecer excelentes serviços. Mas se ninguém souber que ele existe, seu esforço será em vão. Portanto, separe verba para a divulgação, que pode ser feita de duas formas: pela internet ou panfletagem.

Mesmo que você não faça uma divulgação constante na internet, é importante criar um endereço online para o seu salão de beleza. Redes sociais, como Facebook e Instagram, podem gerar bons resultados — principalmente para divulgar serviços, sorteios e parcerias. Além disso, utilize o Google Meu Negócio para criar uma página gratuita, com informações como endereço, telefone e serviços.

Panfletar costuma sair um pouco caro, mas pode funcionar para atrair clientes da sua região. Boa ideia é fazer parcerias com outros negócios, como academias ou lojas. Solicite que disponibilizem o material e, em troca, se ofereça para distribuir os panfletos deles.

Exigências legais e de vigilância sanitária

Para legalizar o seu negócio, você deverá contratar um contador. Ele poderá te orientar sobre o tipo de empresa a abrir, além de registrá-la na Receita Federal, Junta Comercial, Secretaria Estadual da Fazenda e Prefeitura Municipal, para obter o alvará de funcionamento.

Para funcionar, o seu imóvel deverá passar por inspeções feitas por bombeiros e pela secretaria municipal da saúde. Essas fiscalizações costumam ser rigorosas, pois esses estabelecimentos podem oferecer riscos aos clientes. Mas qual tipo de perigo um salão de beleza poderia oferecer? Bom, os profissionais tratam da pele e do cabelo dos clientes. A cera quente na depilação, por exemplo, pode causar uma lesão. O uso de produtos químicos no cabelo pode apresentar riscos para a saúde, assim como materiais não esterilizados.

A ANVISA estabelece todas as diretrizes e normas para o funcionamento dos salões de beleza e centros de estética. Entre eles, deve-se observar a higiene do espaço e de todos os equipamentos, como escovas de cabelo e toalhas, esterilização dos utensílios e segurança dos produtos. Tome muito cuidado com os fornecedores e sempre leia todos os rótulos, garantindo que a composição dos cosméticos não apresentará riscos à saúde. A agência também recomenda que os profissionais usem uniformes claros e limpos e mantenham as unhas curtas e higienizadas.

Planejar e buscar informações são passos fundamentais para a abertura de qualquer negócio. O que mais você gostaria de saber sobre como montar um salão de beleza?

Equipe Dono do Negócio

O Dono do Negócio é um blog feito pela SumUp para te ajudar a vender melhor.