6 ideias de negócios para abrir em 2018

LEITURA DE 6 MIN

Início de ano é sempre uma boa oportunidade para tirar sonhos do papel. E se o seu sempre foi empreender, mas ainda não sabe bem como ou com o quê, esse texto é para você. Separamos seis ideias de negócios para começar 2018 indo atrás da sua independência financeira.

É claro que abrir um negócio é sempre um risco. Os resultados dependem do mercado, do seu trabalho, do quanto conseguirá inovar e de uma série de fatores. No entanto, sempre há algumas áreas que crescem bastante, que chamam atenção e que podem servir de um bom ponto de partida para você começar.

Um estudo do Sebrae divulgado no início de 2017 analisou quais são os tipos de empresas que mais crescem entre os MEIs. Com base nele, separamos sete sugestões de negócios que você pode abrir agora em 2018. Inspire-se, arregace as mangas e mãos à obra!

1) Preparação de marmitas congeladas

Empresas que preparam comidas prontas crescem muito. Só em 2015 foram criadas 43 mil do tipo — um aumento de 19,1% em relação a 2012.

Na correria do dia muitas pessoas não conseguem preparar suas marmitas. E nem sempre o dinheiro é suficiente para pedir um delivery ou ir a um restaurante. É aí que muitos optam por comprar marmitas congeladas e levar ao trabalho.

Além disso, algumas pessoas estão procurando formas alternativas de se alimentar — seja por restrições biológicas, seja por questões éticas, seja por dieta. Nesse cenário uma opção é criar marmitas para nichos, como fitness, veganas ou sem glúten, por exemplo.

2) Vendas de roupas

Outra categoria que cresceu muito. No final de 2014 foram criados mais de 34 mil negócios MEI no setor. Se você tem como criar suas próprias peças, é uma ótima opção. Mas mesmo que você não fabrique, é possível tornar-se revendedor. Diversas marcas, como Hering, Lado Avesso, Eloá Modas, Morena Chic e outras, trabalham com modelos de revenda. Uma coisa é certa: sempre há alguém comprando roupas.

3) Vender cafés da manhã

Entre 2012 e 2015 o setor de fabricação de produtos de panificação cresceu 29,7%. Só em 2015 foram abertas quase 17 mil empresas MEI abertas nesse setor. Isso não quer dizer que são todos padarias. Em muitos casos são pessoas que produzem cafés da manhã e vendem na rua, principalmente em pontos de muito movimento, como estações de metrô, terminais de ônibus, universidades e grandes empresas.

4) Fabricação de móveis

Em 2015 foram abertas quase 10 mil empresas de fabricação de móveis, principalmente de madeira. Um dos motivos para o crescimento do setor é o mais fácil acesso a ferramentas e recursos de marcenaria. Se você está pensando em criar um negócio do tipo, aproveite que na internet há diversos sites de faça você mesmo (ou Do It Yourself, como o termo é conhecido em inglês). No YouTube também há muitas pessoas ensinando como criar suas próprias peças.

5) Fabricação de bijuterias

Bijuteria é algo que sempre há procura. Prova disso é o número de negócios MEI que são abertos para fabricar esse tipo de peças. Em 2015 foram mais de 5 mil, um crescimento de 18,7% em relação a 2012. É um tipo de negócio que você não precisa investir tanto para começar, o que diminui o risco. Por outro lado, é necessário ter muita coordenação motora e ser cuidadoso na criação das peças.

6) Edição de livros

Há editoras de livros de todos os portes. E as pequenas crescem muito e rapidamente. Entre 2012 e 2015 o crescimento de empresas MEI abertas no setor foi de 19,5%, sendo que só em 2015 foram abertas mais de 2 mil. Para abrir uma editora de livros você precisa não só ter bons conhecimentos de português, mas conhecer processos de diagramação e o setor de literatura. Embora baixos, os índices de leitura no Brasil crescem: foi de 4 livros por ano em 2011 para 4,96 em 2016.

 

ASSUNTOS

Equipe Dono do Negócio

O Dono do Negócio é um blog feito pela SumUp para te ajudar a vender melhor.