Como fazer marmita fitness para vender

Confira 6 dicas para começar a vender comida saudável!
13 de fevereiro de 2020LEITURA DE 11 MIN

Alimentação saudável está em alta e pode render uma boa ideia de negócio para quem quer ser dono da própria empresa ou apenas ganhar uma renda extra. Isso porque, manter refeições equilibradas ou pouco calóricas todos os dias é um desafio para quem não tem tempo de ir ao supermercado ou cozinhar, o que torna opções como fazer marmita fitness para vender muito atrativas. 

Se você quer saber como ganhar dinheiro vendendo comida congelada, precisa conhecer o mercado de alimentação saudável onde mora ou pretende abrir o seu negócio. Embora a palavra fitness esteja ligada à ginástica e à boa forma física, a facilidade de ter uma comida caseira e fresquinha à disposição é procurada por tipos variados de clientes, com diferentes idades e hábitos alimentares. 

Quer tirar sua ideia de negócio do papel? Confira 6 dicas para saber como fazer marmita fitness para vender:

  • 1. Pesquise o mercado

Por ser uma boa atividade para quem quer apenas ganhar uma renda extra, complementando o salário do mês, fazer marmita fitness para vender pode ser visto como um negócio simples de colocar em prática e que não precisa de um bom plano de negócios. Mas, qualquer investimento que um pequeno empreendedor faz, independentemente da complexidade do mercado, deve ser planejado para que a ideia dê certo.

Por isso, defina quem será o público-alvo das suas marmitas, escolha os principais pratos do cardápio, calcule os gastos iniciais e preveja os seus ganhos para entender se a ideia é viável. Além disso, é importante definir quais tipos de comida congelada você irá preparar: terá foco em comida saudável? Sem glúten? Vegetariana ou proteína animal? 

  • 2. Faça um planejamento financeiro

É importante colocar na ponta do lápis cada um dos custos e despesas iniciais. Some o valor dos ingredientes, embalagens, gás, luz, gastos com meios de entrega (gasolina, passagem de transporte público, serviço de delivery).

Esses cálculos também permitirão que você saiba quanto cobrar por cada marmita, sem correr o risco de perder dinheiro ganhando muito pouco ou de ficar sem clientes por praticar preços mais altos que a maioria dos negócios do ramo.

  • 3. Tenha um cardápio variado

Comer saudável pode até não ser tão difícil quanto parece, mas manter uma rotina com apenas alimentos nutritivos – e, muitas vezes, pouco calóricos – é um desafio maior. Se você quer saber como fazer marmitas congeladas para vender, é importante planejar uma boa variedade de receitas e composições de pratos. 

Mesmo para quem está focado em uma dieta, comer muitas vezes na semana a mesma coisa pode ser desanimador. Por isso, tenha o diferencial de oferecer a maior variedade de marmitas fitness que puder e der conta de fazer. Dentro do cardápio, ainda é possível focar em três tipos de pratos:

  • Vegetarianos

Marmitas vegetarianas não devem conter nenhum tipo de carne, seja de peixe, frango ou vaca. As marmitas fitness vegetarianas podem conquistar outros públicos além dos adeptos ao vegetarianismo. Isso porque, algumas pessoas, embora não queiram abrir mão de comer carne, têm o desejo de diminuir o consumo, escolhendo alguns dias na semana para se alimentar sem comer animais. Um exemplo disso é o movimento chamado “segunda sem carne”, que incentiva a existência de pelo menos um dia de dieta vegetariana na semana.

  • Veganos

Assim como as marmitas vegetarianas, as comidas congeladas para veganos também não devem conter carnes. Além disso, veganos também não comem nenhum alimento de origem animal, o que exclui de suas dietas ingredientes como laticínios e ovos. É legal ficar de olho nos rótulos caso você comece a fazer marmitas congeladas para vender, porque alguns itens que parecem veganos podem conter traços de animais na composição ou no modo de preparo, como é o caso das gelatinas. 

  • Low carb (pouco ou nenhum carboidrato)

As pessoas que seguem dietas para emagrecimento que excluem os carboidratos, e os alérgicos ao glúten são os principais consumidores de marmitas low carb. Para quem quer saber como fazer comida congelada para vender, é importante ter opções de pratos que não levem nenhum tipo de carboidrato e também sugestões com pouca quantidade desses ingredientes. 

  • 4. Ofereça planos por períodos

Uma estratégia para vender mais marmitas fitness para o mesmo cliente é montar pacotes com mais de uma unidade de acordo com as necessidades individuais. Ofereça planos mensais, por exemplo, para quem quer garantir almoço ou janta (ou os dois) por até 30 dias. A inclusão ou não do final de semana também pode ser decidida pelo próprio consumidor.

Pensando naqueles clientes que querem fazer um teste, ofereça opções de planos semanais ou até mesmo de três dias na semana. Essa divisão pode depender do tipo de entrega que o seu negócio vai trabalhar: delivery ou retirada.

Caso seja delivery, é possível ter um plano de três marmitas que o próprio consumidor escolhe em quais dias da semana quer receber. Se a ideia for fazer as refeições para que o cliente retire na sua casa, por exemplo, vale investir em planos com maiores quantidades, para evitar muitos deslocamentos. 

  • 5. Tenha cuidado com a produção dos alimentos 

Quem tem alguma intolerância alimentar e precisa obrigatoriamente manter uma dieta livre do glúten, por exemplo, não pode ter nenhum contato com qualquer resquício desse ingrediente.

Por isso, é imprescindível que o dono do negócio que decida entrar no mercado de alimentação saudável tenha cuidado com a produção dos alimentos. É preciso fazer os pratos especiais com utensílios exclusivos, que não tenham sido utilizados com qualquer tipo de produto alérgeno. Essa atenção vale também para itens como amendoim, soja, ovos e lactose.

Seja sempre transparente com o seu cliente quanto aos ingredientes que você usa para preparar os pratos, incluindo temperos e ervas. Isso pode evitar que o consumidor saia insatisfeito ou tenha uma reação alérgica. Coloque no rótulo da marmita toda a composição da comida, assim como a data de preparo.

  • 6. Divulgue o seu negócio

Não tem como ganhar dinheiro vendendo marmitas se as pessoas não souberem que do seu fogão estão saindo refeições deliciosas e saudáveis, certo? Divulgue o seu negócio para grupos de bairros, do condomínio, da família e use as redes sociais para que mais pessoas possam pedir sua comida.

Ter perfis no Instagram e no Facebook, por exemplo, pode fazer com que aqueles clientes que provaram e gostaram das marmitas fitness façam posts e compartilhem as experiências que tiveram com outras pessoas, que se tornarão potenciais clientes. 

Afinal, quando temos referências sobre a qualidade de um produto, fica mais fácil de consumirmos sem medo, não é mesmo?. Dentro do setor alimentício, essa prática é ainda mais importante, porque se alguém já provou e gostou da comida, as chances dela ser boa são muito maiores!

Está pronto para investir em um negócio e ganhar dinheiro vendendo comida congelada? Conte para nós a sua história!

Equipe Dono do Negócio

O Dono do Negócio é um blog feito pela SumUp para te ajudar a vender melhor.