Como montar uma pastelaria: 10 dicas para tirar sua ideia de negócio do papel

Queridinho em todo o país, o pastel é um produto com baixo custo e boa procura!
25 de fevereiro de 2020LEITURA DE 14 MIN

É difícil resistir a um pastel sequinho, crocante, bem recheado e saboroso, não é? É exatamente por isso que saber como montar uma pastelaria é uma boa opção para quem quer ser dono do próprio negócio. Com investimento inicial baixo, o modelo de negócio de uma loja de pastéis inclui um produto lucrativo com pouco custo de produção.

Uma pastelaria também pode vender outros itens além de pastel, como o caldo de cana. Os dois produtos juntos compõem uma dupla imbatível e amada pelos brasileiros! Além disso, é possível vender o salgado em um estabelecimento fixo, em uma barraca de feira ou em carrinhos de comida de rua, de acordo com as leis da sua cidade!

Está na hora de tirar do papel sua ideia de negócio? Saiba como montar uma pastelaria com esse passo a passo:

  • 1. Capriche no plano de negócio

O primeiro passo para qualquer empreendedor investir em uma empresa própria é começar pelo planejamento. Um bom plano de negócio deve ter informações importantíssimas tanto para a viabilidade da abertura do estabelecimento quanto para decisões que irão influenciar o futuro do investimento.

São elas: análise do mercado, definição do público-alvo, estrutura física da loja, escolha dos produtos e serviços que serão oferecidos inicialmente, pesquisa da concorrência e dos fornecedores, conceito da marca, plano operacional e planejamento financeiro. 

De acordo com o Sebrae, o investimento inicial para quem vai abrir uma pastelaria é de cerca de R$ 30 mil. Também é preciso estimar no plano de negócio qual será o capital de giro necessário para que o negócio decole. A mesma instituição prevê que a reserva em caixa deve ser de 20 a 30% do investimento, o que seria algo em torno de R$ 6 mil.

Saiba que também existem opções de franquias de pastelarias para quem prefere abrir um negócio que já está com a estrutura definida. Alguns exemplos são Fujiyama, 10 Pastéis e Pastelândia. Confira a disponibilidade de cada uma delas na sua cidade. 

  • 2. Fique atento à concorrência indireta

Como parte essencial do plano de negócios você deve fazer uma pesquisa e análise da concorrência. No caso do pastel também é preciso considerar que não são apenas as pastelarias que irão disputar os mesmos clientes com o seu negócio. Leve em consideração a existência de outros estabelecimentos alimentícios próximo ao local escolhido, como hamburguerias, pizzarias, lanchonetes e restaurantes.

  • 3. Escolha a melhor localização

Lugares com bastante movimento de pedestre são ideais para uma pastelaria. O movimento aumentará o faturamento do seu negócio, assim como a facilidade de acesso ao endereço. Locais próximos a terminais de ônibus, estações de metrô ou trem ou grandes centros empresariais são boas apostas. Ter um estacionamento próprio ou conveniado também pode atrair clientes. 

Fique de olho, porém, no preço do aluguel. As suas despesas não podem ser maiores do que os ganhos que terá com a pastelaria, certo? Além do valor, não deixe de conferir e analisar as necessidades de reformas do local e quanto isso poderá custar para o investimento inicial na empresa, além do prazo do contrato de locação.

Segundo o Sebrae, uma pastelaria com ponto fixo precisa de um local com uma média de 50m², onde serão colocadas as áreas de produção dos pastéis e do atendimento ao cliente. A utilização do espaço deve ser bem planejada, de modo que permita que o consumidor tenha uma boa experiência e que os funcionários possam manter um fluxo de trabalho sem interferências. Prefira lugares arejados, mesmo que use uma decoração de pastelaria simples.

  • 4. Não deixe de cumprir as exigências legais

Para abrir qualquer negócio é preciso formalizar a empresa para ter acesso a um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica), indo a órgãos como Junta Comercial, Secretaria da Receita Federal e a prefeitura da sua cidade.

É possível formalizar uma pastelaria como MEI. Entre as atividades permitidas no ramo estão as de fabricante de massas alimentícias independente (1094-5/00), proprietário de lanchonete independente (5611-2/03), salgadeiro independente (5620-1/04) e vendedor ambulante de produtos alimentícios independente (5612-1/00).

Lembre-se que as regras para ser um Microempreendedor Individual permitem a contratação de apenas um funcionário e o faturamento anual de no máximo R$ 81 mil. Caso você queira contratar mais pessoas para ajudar no funcionamento da pastelaria, pode optar pela abertura de uma Microempresa (ME).

  • 5. Fique atento à vigilância sanitária

Mais do que obter a autorização de funcionamento da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), é preciso cumprir todas as regras estabelecidas pelo órgão sanitário e estar sempre em dia com as boas práticas para os serviços de alimentação. Passam pelas exigências características como a estrutura física de um estabelecimento que vende comida, normas de higienização e controle de pragas.

  • 6. Invista em bons equipamentos

Para saber como montar uma pastelaria não é preciso muitos utensílios logo de início, mas é importante que eles sejam de qualidade. Uma pastelaria deve ter no mínimo um freezer e uma geladeira para guardar os pastéis feitos e os ingredientes, uma fritadeira elétrica ou a gás, gaveteiros para pastel, escumadeiras, bancada para o preparo das massas e carretilhas para cortar e fechar os salgados.

  • 7. Monte sua equipe

A pastelaria precisa de pelo menos mais um funcionário além do dono do negócio para dar conta da gestão da empresa – que pode incluir compra dos ingredientes, contato com fornecedores e atividades administrativas em geral –, além da fabricação e fritura dos pastéis e do atendimento ao cliente. 

O número de funcionários deve variar de acordo com o tamanho da pastelaria. Embora não seja indispensável a contratação de profissionais especialistas, é importante que todos sigam algumas regras essenciais para o bom funcionamento de um estabelecimento do ramo alimentício, como a lavagem das mãos antes de todas as ações e o uso de uniformes com toucas ou bonés.

  • 8. Use a sua culinária local para se diferenciar

Além de oferecer outros produtos como bebidas, massas de pastel e o chamado “pastel de vento” – que é vendido sem recheio, para se diferenciar da concorrência é preciso pensar em boas estratégias.

Uma opção é agregar valor ao seu produto pelos ingredientes que você usa. Por exemplo: crie novos recheios de pastéis com base na culinária local da sua cidade. O salgado já tem alguns sabores mais conhecidos como carne, queijo, pizza e bauru. Mas, e se você apostar em um pastel de vatapá, por exemplo? A comida regional pode se destacar dentro do pastel que é consumido nacionalmente!

Outro fator que pode diferenciar a sua pastelaria da concorrência é o serviço de delivery. Não existem muitas opções de entrega de pastel se compararmos com opções como pizza ou hambúrguer, por exemplo. Para fazer isso, você pode contar com a ajuda de aplicativos de delivery ou contratar um entregador próprio. 

  • 9. Não abra mão da qualidade dos ingredientes

Os ingredientes para montar um pastel são relativamente baratos, o que faz com que o preço do produto seja acessível. Mas, mesmo assim, é importante não abrir mão da qualidade de cada item necessário para preparar o salgado. Escolha produtos de primeira e conquiste os clientes com essa decisão!

Quando falamos da matéria-prima do pastel, também é importante destacar o cuidado essencial com os ingredientes frescos. Ou seja, um bom controle de estoque é indispensável para quem quer saber como montar uma pastelaria.

Alguns alimentos poderão ser comprados em grandes quantidades, mas a maioria deles, que serão utilizados para os recheios, devem ser adquiridos em uma rotina de compras bem planejada. Uma boa opção é também preparar e congelar alguns recheios para que eles durem mais. 

  • 10. Divulgue a sua pastelaria

Depois de entender como abrir uma pastelaria, é hora de começar a pensar em como você irá se comunicar com os consumidores. Ainda antes de inaugurar o estabelecimento é possível começar a fazer propagandas online ou impressas, com a distribuição de panfletos, por exemplo. Esse é um bom momento para criar uma promoção de sucesso. Dar um brinde para os primeiros clientes ou oferecer um desconto no primeiro dia de operação são duas boas opções.

No dia a dia do seu negócio também é importante planejar e executar estratégias de marketing que irão trazer novos clientes para a pastelaria e, consequentemente, aumentar as vendas e o faturamento da empresa. Aposte em perfis nas redes sociais como Instagram ou Facebook para encontrar seu público-alvo e contar com boas avaliações de clientes. Essas opiniões de quem já experimentou o seu produto são capazes de gerar o chamado boca-boca de uma forma digital. Comentários positivos na internet sobre a sua pastelaria podem ser decisivos para aqueles consumidores que pesquisam “onde comer” antes de sair de casa. 

Essas plataformas também fazem anúncios online. Investir algum dinheiro em propagandas do Google, por exemplo, pode ser uma opção de divulgar o seu negócio sem atrapalhar o fluxo de caixa, já que os valores são menores do que os necessários para anunciar em locais como outdoors, televisão ou a mídia impressa. 

Tem o sonho de montar uma pastelaria como negócio próprio? Conte para nós a sua história!

Equipe Dono do Negócio

O Dono do Negócio é um blog feito pela SumUp para te ajudar a vender melhor.