4 modelos de franquias baratas e lucrativas até R$ 5 mil

Com diferentes tamanhos, as franquias podem ser boas oportunidades de negócio para quem quer empreender investindo pouco dinheiro
12 de agosto de 2019LEITURA DE 14 MIN

As franquias são modelos de negócios lucrativos que já foram implementados pelos donos das marcas. Eles vendem ao franqueado — pessoa que compra a franquia — o direito de uso, as estratégias de administração e todo o padrão de operação do empreendimento, em uma operação conhecida como franchising. Criar uma franquia barata e lucrativa é a forma de um dono do negócio fazer a sua empresa crescer e conquistar o mercado.

Assim, quem decide aderir a uma franquia, terá em mãos as informações necessárias para que o negócio dê certo fora da sede. Para quem quer ser dono do próprio negócio mas tem pouco dinheiro para investir, apostar na abertura de uma franquia barata pode ser uma ótima solução.

Ainda melhor para quem tem capital inicial baixo, as chamadas microfranquias trabalham com modelos mais enxutos de mercado, permitindo, muitas vezes, que os franqueados trabalhem de casa, evitando o custo com um ponto fixo. As chamadas franquias home based, além de serem projetos de negócio que precisam de pouco investimento, costumam ser de setores como tecnologia e vendas. 

Você já reparou nas redes de grandes lojas no Brasil? Muitas deles podem fazer parte do modelo de franquia. Ao abrir uma franquia, é importante estar atento às expectativas dos consumidores em encontrar o mesmo produto ou serviço, com a mesma qualidade, em qualquer uma das unidades de uma marca que ele for. 

Como adquirir uma franquia?

Os modelos de negócios lucrativos de franquia funcionam com um contrato onde o franqueador (dono da marca) concede ao franqueado (quem compra a franquia) o uso do nome e dos produtos da empresa. O franqueado, ao pagar pela patente, compromete-se a seguir os padrões da marca.

Embora não sejam regras, os principais valores de uma franquia são divididos entre a taxa de franquia, valor pago uma só vez, os royalties, referentes aos pagamentos periódicos pelo uso da marca, e fundo de propaganda, que são as taxas que devem ser pagas pelo franqueado para publicidade de toda a rede. Alguns franqueadores voltam a cobrar a taxa de franquia na renovação do contrato. 

Cada modelo de franquia tem as suas próprias determinações que devem ser seguidas pelos franqueados. É importante ficar atento quanto às informações cedidas pelos franqueadores, uma vez que é obrigatória a apresentação de garantias sobre a viabilidade do negócio. Todos os dados financeiros, comerciais e jurídicos devem ser apresentados na chamada COF (Circular de Oferta de Franquia).

Entre os passos elaborados pelo Sebrae para adquirir uma franquia, está a importância de pesquisar outras três marcas do segmento escolhido para comparar os números em relação à franquia que você decidir abrir. Também é possível conversar com outros franqueados da rede para conhecer como é a experiência.

Para adquirir uma franquia, ainda que o negócio já tenha sido implementado e venha com uma espécie de manual de instruções, também é indispensável fazer um planejamento. Comece com o seu plano de investimento financeiro. Além do valor desembolsado para o dono da franquia, você também deve ficar atento ao capital de giro do negócio

Analise também a capacidade de lucratividade do modelo de negócio escolhido. As franquias trabalham com o tempo de retorno financeiro após o investimento, além da média de faturamento mensal. Com esses dados em mãos, certifique-se que a franquia escolhida é ideal para a sua situação e expectativa, ainda que seu investimento inicial seja baixo! 

Confira 4 modelos de franquias baratas e lucrativas com investimento de até R$ 5 mil*:

1. CI Intercâmbio

A empresa de intercâmbio e turismo jovem foi criada em 1988, mas apenas em 1992 começou a funcionar com sistema de franquias. Com mais de 120 lojas pelo país, já ganhou dez selos de Excelência em Franchising pela ABF (Associação Brasileira de Franchising).

O investimento mínimo de R$ 4 mil para abrir a franquia tem previsão de retorno entre 1 e 36 meses. Já o faturamento médio mensal é de R$ 250 mil. Segundo a CI, o perfil de seu franqueado é de pessoas com mais de 25 anos, com 3º grau completo, inglês avançado, conhecimentos em administração de empresas e gestão financeira e  experiência internacional em educação

O modelo home office é a opção mais barata da franquia, já que não necessita um ponto fixo. Ele só pode ser aberto em cidades nas quais a CI não possui lojas físicas. É possível confirmar aqui quais municípios estão indisponíveis para essa categoria.

Existem outros modelos da franquia que custam de R$ 30 mil a R$ 120 mil, como o Express, com loja de no mínimo 12 metros quadrados e o chamado Full, que deve estar em um imóvel de rua com no mínimo 50 metros quadrados. 

O processo de seleção da franquia começa com um simples cadastro no site, passa para a análise de currículo e do perfil do franqueado, depois para as entrevistas com o gerente de expansão e a diretoria da marca. Se aprovado, passa para a execução do plano de negócios e o começo do processo de abertura. 

2. SMS Digital

Fundada em 2006 e sistematizada como franquia em 2012, a empresa de comunicação digital é especialista em mensagens de texto corporativas, oferecendo soluções de comunicação entre as instituições e os consumidores. 

Dentro da categoria de franquias home based, a SMS Digital tem uma taxa de franquia fixa de R$ 4.990 e um faturamento mensal médio de R$ 10 mil, que começa a aparecer como retorno do investimento a partir de 6 a 12 meses. 

Com sede na cidade de São José do Rio Preto, em São Paulo, a SMS Digital já tem mais de 150 franquias e 8 mil clientes em todo o país. Apesar de não pagar a taxa de propaganda mensalmente, o franqueado deve desembolsar R$ 998 de royalties. 

Para quem deseja investir na franquia da marca são oferecidos treinamentos que incluem apoio jurídico, material promocional, orientação sobre o método do negócio, projeto de operação, projeto organizacional, propaganda e publicidade e treinamento pessoal. Existe um suporte nas áreas de administração e gestão de negócios, atendimento ao cliente, cobrança, contabilidade e finanças, gestão de qualidade, informática, marketing, negociação, planejamento, produtividade e gestão de equipe. 

3. Chocolateria Brasileira

A marca nacional de chocolates finos foi criada em 2013 e hoje tem à frente um dos herdeiros da família Neugebauer, dona da primeira fábrica de chocolate no país, aberta em 1891. Com um total de 20 unidades, os modelos de franquia foram implementados em 2014 e custam a partir de R$ 3 mil, com média mensal de faturamento entre R$ 20 mil e R$ 70 mil e previsão de retorno do investimento entre 24 e 36 meses.

A opção de franquias baratas e lucrativas da Chocolateria Brasileira foi criada em 2018. Chamada de Chocobag, a versão home based da marca funciona com uma bolsa térmica com capacidade para até 62 litros, com a qual o franqueado poderá comercializar as guloseimas de porta em porta. 

A franquia que precisa de pouco investimento, porém, só pode ser aberta em cidades que já possuem quiosques ou lojas da marca. Isso porque, são nessas unidades que os franqueados do modelo sem ponto fixo receberão o apoio que precisam, como o de abastecimento dos produtos.

Os outros modelos de negócio da marca incluem a loja completa com venda de chocolates finos e espaço para café, que demanda um investimento R$ 200 mil e um modelo um pouco mais enxuto, composto apenas pela loja de chocolate e versões de quiosques com ou sem serviço de cafeteria, de R$ 43 mil.

As taxas de propaganda para lojas e quiosques são de 2% do faturamento das vendas brutas, enquanto os royalties são o total de 5% do retorno financeiro dos empreendimentos. 

Entre os treinamentos e apoios oferecidos pela marca de chocolates finos aos empreendedores que decidem investir em uma franquia estão os projetos arquitetônico, de operação, financeiro, de mercado, organizacional e de propaganda e publicidade. 

4. TZ Viagens

Focada em consultoria turística, o grupo do qual a empresa faz parte foi criado em 1986 e o modelo de franquia implementado em 2012. Os serviços oferecidos incluem vistos, passaportes, carteiras internacionais de motorista, câmbio de moedas, cursos no exterior, seguros, passagens aéreas e hotéis. 

Com investimento a partir de R$ 4.990 para o sistema de franquia home based, a empresa afirma que o retorno do investimento deve acontecer entre 1 e 6 meses depois da abertura do negócio. A taxa de propaganda é de 1% do faturamento bruto, mesmo valor cobrado por royalties.

O processo para quem quer ser franqueado da marca começa com um pré-cadastro, formulário de seleção e reunião. Com as primeiras aprovações, é hora de assinar o termo de confidencialidade da empresa e de fazer uma entrevista final antes da formalização do contrato. 

De acordo com a TZ Viagens, o perfil do franqueado da marca é de uma pessoa dinâmica, proativa, responsável, com facilidade de comunicação, ética, idônea e que goste de viajar!

*Informações da Associação Brasileira de Franchising (ABF).


Equipe Dono do Negócio

O Dono do Negócio é um blog feito pela SumUp para te ajudar a vender melhor.