Conheça o dia a dia de uma mãe empreendedora

Izabella começou a revender papinhas quando procurava uma opção de comida saudável para seu filho
LEITURA DE 4 MIN

A chegada de um bebê pode abrir o caminho para um novo negócio. Isso porque os pequenos demandam tempo e cuidado, o que nem sempre combina com os horários fixos dos trabalhos convencionais. É aí que muitas mães enxergam uma oportunidade para empreender!

Foi o que aconteceu com a Izabella. Publicitária que sempre atuou com comunicação, marketing e gestão de pessoas, ela decidiu ser uma representante de vendas quando seu filho, Bento, tinha 11 meses e surgiu a necessidade de encontrar uma opção de comida saudável durante uma viagem de família.

Depois de provar e descartar as papinhas industrializadas, Izabella passou a experimentar algumas versões congeladas quando se apaixonou pela marca Da Vovó Papinhas, que vende as comidinhas embaladas a vácuo. Foi só voltar de viagem que ela se candidatou para ser uma representante da marca, decidida a trazer essa opção para outras mães, amigas e colegas de trabalho.

“Mais do que empreender, a vontade que prevaleceu foi a de trazer essa boa experiência para outras mães”, destaca Izabella. “Daí em diante foi fácil porque o boca a boca começou a acontecer de forma natural e eu me senti muito orgulhosa em poder ajudar outras mães em suas rotinas.”

O principal desafio que a publicitária encontra é a administração do tempo, uma vez que, quando o pequeno chega da escolinha, é hora de deixar o trabalho de lado — o que é, ao mesmo tempo, uma vantagem de se tornar uma mãe empreendedora. “Às vezes me pego muito empolgada e, quando vejo, já é meia-noite e preciso dormir!”, conta.

Para as mães que querem seguir o mesmo caminho, Izabella aconselha a calma. “Empreender não quer dizer trabalhar menos, pelo contrário”, comenta. “Mas vale muito a pena!” Ela explica que, para saber se o negócio é o ideal para você, basta refletir se, mesmo com a correria, o propósito da empresa te faz levantar da cama com aquela vontade de começar a rotina.

Por fim, é preciso muita pesquisa e planejamento, como em todo processo de abertura de um novo negócio. Além disso, é possível contar com um toque especial da rede de mulheres que estão começando algo novo para ter mais liberdade e tempo com os filhos: as parcerias. “Existem muitas mães empreendendo e com muita disponibilidade para ajudar! Eu mesma, estou por aqui para quem precisar!”, afirma Izabella.

A mãe empreendedora Izabella ao lado do pequeno Bento

Também começou um negócio depois de se tornar mãe? Conta a sua história para nós no campo dos comentários!

ASSUNTOS

Equipe Dono do Negócio

O Dono do Negócio é um blog feito pela SumUp para te ajudar a vender melhor.