Gosta de cozinhar? Veja ideias para ganhar dinheiro com comida

LEITURA DE 18 MIN

Quem adora cozinhar e é constantemente elogiado pelos pratos que prepara pode juntar lazer com trabalho e empreender na área. Para que você arregace as mangas e realize seu sonho, separamos algumas ideias para ganhar dinheiro com comida.

Segundo dados do SEBRAE de 2014, o setor de alimentação cresce cerca de 10% ao ano. Portanto, não é um mercado saturado ou com oportunidades escassas. Em 2010, por exemplo, os brasileiros gastavam 35% das suas despesas com comida fazendo refeições fora de casa.

Mas é preciso mais do que saber cozinhar para abrir um negócio no setor de alimentação. Antes de tudo, você precisa ver todas as opções e entender qual delas se encaixa no seu perfil e bolso. Deve-se conhecer bem o mercado, incluindo concorrentes, produtos oferecidos e preços e, em seguida, elaborar um planejamento.

Dependendo da sua escolha, você poderá começar o negócio na cozinha de casa, sem precisar de tanto dinheiro. Vamos às ideias?

Ideias para ganhar dinheiro com comida

Ideia 1 para ganhar dinheiro com comida: vender marmitas

Montar um negócio de marmitas pode ser interessante para quem deseja começar com pouco, sem sair de casa. Uma comidinha caseira cai bem para quem come fora todos os dias. Por isso, os marmitex são populares em todo o país. É um jeito fácil de ganhar dinheiro com comida.

Você pode investir no bom e velho arroz com feijão, sempre bem-vindo, ou inovar e criar um diferencial. As marmitas saudáveis, com saladas, sopas ou legumes, podem atrair uma clientela fiel que cuida bem do corpo e da saúde. Outra ideia é oferecer pratos de culinárias específicas, como comida nordestina, mineira ou até de outros países, como árabe.

Para abrir um negócio de marmitas, o empreendedor não precisa investir em um espaço físico estruturado, com mesas, cadeiras e atendentes. As refeições podem ser feitas na própria cozinha de casa, desde que tenha estrutura mínima para isso (refrigeradores e armários para estocar os alimentos, fogão e forno em boas condições, utensílios suficientes). Além disso, é preciso seguir as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária sobre a higiene adequada.

O que fazer para ganhar dinheiro vendendo marmitas:

  • Pensar nas refeições que irá oferecer;
  • Listar os ingredientes e produtos que irá comprar e com qual frequência, dependendo do número de marmitas que deverá vender por dia;
  • Criar estratégias de divulgação do negócio, como mensagens no WhatsApp ou distribuição de panfletos;
  • Estabelecer o horário de funcionamento da marmitaria e os canais para contato (telefone/WhatsApp);
  • Definir se as marmitas deverão ser retiradas no local ou entregues por motoboy;
  • Definir se será preciso contratar um ajudante, de acordo com o volume de pedidos esperado;
  • Manter o local de trabalho limpo e organizado;
  • Não permitir a entrada de animais no local de trabalho;
  • Separar os produtos de limpeza dos alimentos;
  • Utilizar roupas limpas e adequadas, como avental e touca para o cabelo;
  • Lavar bem as mãos antes de manipular os alimentos;
  • Prezar pelo armazenamento dos ingredientes e marmitas para que não estraguem;
  • Enviar as marmitas sempre bem fechadas, para evitar a contaminação.

Ideia 2 para ganhar dinheiro com comida: montar uma barraquinha de comida

Não é de hoje que os brasileiros ganham dinheiro vendendo comida na rua. Há muitos pratos que podem ser vendidos fora de um estabelecimento fechado: pipoca, bolos, lanches, hambúrguer, tapioca, salada de frutas e até refeições mais elaboradas, como massas ou carnes.

As barraquinhas ou carrinhos são opções para quem precisa começar com pouco. Não são muito caros, são fáceis de carregar e são desmontáveis. Você pode escolher um ponto estratégico e movimentado para ficar diariamente. Se não estiver dando o lucro que esperava, basta ir para outro lugar.

Para vender comida na rua, é preciso conseguir uma autorização com a prefeitura da sua cidade. Verifique se há leis municipais que regulam esses serviços. Em São Paulo, por exemplo, é preciso conseguir uma licença com a prefeitura chamada Tempo de Permissão de Uso (TPU). Além disso, deve-se seguir uma série de regras de higiene impostas pela Anvisa e tomar certos cuidados, como a escolha do local e manejo dos alimentos.

O que fazer para ganhar dinheiro montando uma barraquinha de comida:

  • Visitar o local onde o seu ponto será instalado em vários dias e horas diferentes, para checar se a movimentação é boa;
  • Investigar se o produto e o preço combinam com o local e com o público;
  • Analisar se o comércio ao redor pode ajudar ou prejudicar as vendas;
  • Analisar as condições de segurança, luminosidade e higiene do espaço. Evite, por exemplo, locais próximos de regiões muito sujas ou perigosas;
  • Manter todo o seu equipamento em bom estado, fazendo os consertos necessários;
  • Manter a higiene pessoal, assim como a conservação e limpeza dos equipamentos;
  • Manter a área sempre limpa;
  • Procurar pontos alternativos para instalar o carrinho ou barraquinha quando o movimento estiver fraco;
  • Cuidar do armazenamento dos alimentos. Como o espaço em carrinhos e barraquinhas é reduzido, os produtos podem ficar sujeitos à contaminação. Armazene os produtos em locais bem fechados, higienizados e com a temperatura apropriada.

Ideia 3 para ganhar dinheiro com comida: montar um food truck

Os food trucks são opções mais caras do que as barraquinhas. Afinal, é preciso comprar ou alugar um trailer e montar a estrutura dentro dele, incluindo uma pequena cozinha e espaço para armazenar os alimentos. Por outro lado, as refeições vendidas costumam ser mais elaboradas e caras. Além disso, você não poderá estacioná-lo em qualquer lugar. Geralmente, é preciso receber autorização da prefeitura ou pagar para fazer parte de um espaço reservado para food trucks, como os “food parks”.

Se você não tem dinheiro para comprar um veículo, que tal investir em uma bicicleta? As chamadas “food bikes” são facilmente adaptadas para vender alimentos e podem ser mais charmosas do que as barraquinhas. Você pode vender pedaços de bolo, lanches naturais, salgados, doces, sucos e outros produtos práticos. Se preferir algo mais elaborado, procure pelas bicicletas com chapas para lanche ou pequenos fogões acoplados.

Você também pode vender a sua comida de rua em eventos. Shows, festivais de palestras e outros acontecimentos costumam convidar ambulantes e food trucks do setor de alimentação. Para isso, é preciso ter dinheiro em caixa para pagar a sua participação na ocasião e atender a demanda de clientes.

Para vender comida de rua em um food truck, as providências a tomar são basicamente as mesmas para quem deseja vender comida de rua em barraquinhas ou carrinho. A diferença é que a estrutura será maior e mais complexa. Portanto, pode não ser tão fácil encontrar um ponto para estacionar e a manutenção será mais trabalhosa.

O que fazer para ganhar dinheiro montando um food truck

  • Visitar o local onde o seu ponto será instalado em vários dias e horas diferentes, para checar se a movimentação é boa;
  • Investigar se o produto e o preço combinam com o local e com o público;
  • Analisar se o comércio ao redor pode ajudar ou prejudicar as vendas;
  • Analisar as condições de segurança, luminosidade e higiene do espaço. Evite, por exemplo, locais próximos de regiões muito sujas ou perigosas;
  • Verificar se há leis municipais (criadas pela cidade) que regulam a comida de rua. Em São Paulo, por exemplo, é preciso conseguir uma licença com a prefeitura chamada Tempo de Permissão de Uso (TPU).
  • Manter todo o seu equipamento em bom estado, fazendo os consertos necessários;
  • Manter a higiene pessoal, assim como a conservação e limpeza dos equipamentos;
  • Manter a área sempre limpa;
  • Seguir as normas de higiene da Anvisa para manipulação e conservação dos alimentos.

Veja no vídeo abaixo dicas para abrir um food truck:

 

Ideia 4 para ganhar dinheiro com comida: abrir um restaurante

O restaurante é uma das principais ideias para ganhar dinheiro com comida que vêm à mente. Essa opção, no entanto, pode ser mais cara e trabalhosa. Em primeiro lugar, é preciso ter um espaço físico — seja alugado ou propriedade sua. Esse estabelecimento deve respeitar certas regras, como as normas de segurança e bombeiros (proteção e central de gás) e normas de higiene impostas pela Anvisa.

Antes de tudo, é preciso definir o tipo de restaurante e público que você deseja atender. Montar um self-service, por exemplo, é boa opção em regiões movimentadas no horário do almoço — e aina dispensa a contratação de garçons. Já os restaurantes que oferecem pratos específicos, como pizzarias, podem funcionar melhor no jantar.

Ideia definida? Para colocar o plano em prática, você deve pedir uma licença junto à prefeitura da sua cidade. Com a autorização em mãos, comece a adaptar o espaço e a comprar os equipamentos e móveis necessários.

Se não tem muito dinheiro para investir, é perfeitamente possível abrir um restaurante menor, em um local pequeno. Você pode utilizar uma parte da sua casa, se houver espaço, ou alugar pequenas salinhas. Mas não se esqueça: o ponto deve ser movimentado e frequentado pelo público-alvo que deseja atingir.

Além disso, provavelmente terá que contratar funcionários. Fazer tudo sozinho é  impossível, pois será preciso cozinhar, atender as mesas e fazer as cobranças no caixa. Procure ao menos um ou dois ajudantes qualificados.

Para abrir um restaurante, você deverá:

  • Montar a estrutura física;
  • Passar pelas inspeções feitas por órgãos como Anvisa e corpo de bombeiros;
  • Definir o tipo de restaurante e elaborar o cardápio;
  • Fazer a divulgação do restaurante por panfletos, grupos de WhatsApp (inclusive, veja aqui como vender usando a ferramenta) ou outras redes sociais;
  • Contratar funcionários preparados, como cozinheiros, ajudantes, garçons ou caixas;
  • Prezar pelo bom atendimento;
  • Definir preços justos;
  • Manter o estabelecimento dentro das normas da vigilância sanitária estabelecidas pela Anvisa;
  • Manter o local de trabalho limpo e organizado;
  • Não permitir a entrada de animais no local de trabalho;
  • Separar os produtos de limpeza dos alimentos;
  • Utilizar roupas limpas e adequadas, como avental e touca para o cabelo;
  • Lavar bem as mãos antes de manipular os alimentos;
  • Projetar o local para que banheiros não se comuniquem com a cozinha;
  • Fazer o controle do estoque a mantê-lo organizado.

Veja no vídeo abaixo mais dicas de como abrir um restaurante:

Ideia 5 para ganhar dinheiro com comida: montar um buffet

O buffet é o serviço de alimentação prestado para festas, como casamentos, aniversários infantis, comemorações de empresas, formaturas e recepções. Nesse caso, o dono do negócio deve escolher um segmento para atuar e ter certa flexibilidade para adaptar o cardápio às necessidades do cliente.

A escolha do segmento depende de uma análise de mercado. Se a sua cidade já tem diversas empresas reconhecidas que trabalham com festas infantis, pode ser melhor investir em outra área. É importante lembrar que os clientes de buffets costumam ser mais exigentes e esperam três coisas:

  • Ingredientes de qualidade;
  • Apresentação do prato impecável;
  • Bom atendimento.

Você pode começar o seu negócio em casa, com baixo investimento, comprando apenas os ingredientes e utensílios para cozinhar e servir as refeições. À medida que ganha espaço no mercado, sua empresa pode se expandir. O setor funciona muito por indicações. Para crescer, é preciso oferecer um bom serviço.

O que fazer para ganhar dinheiro montando um buffet:

  • Comprar os equipamentos necessários (geladeira, freezer, fogão industrial, microondas);
  • Comprar os utensílios a serem utilizados para cozinhar os alimentos e atender os clientes (panelas, copos, taças, louças, bandejas, talheres);
  • Contratar a equipe (ajudantes para a cozinha e atendentes);
  • Comprar uniformes para a equipe;
  • Ter um veículo disponível para transportar os alimentos;
  • Encontrar bons fornecedores para os alimentos;
  • Oferecer cardápios variados de acordo com o nicho escolhido;
  • Organizar a agenda de compra de alimentos;
  • Elaborar um cronograma para as entregas;
  • Prezar pelo bom atendimento;
  • Investir na divulgação;
  • Manter a limpeza da cozinha e dos pratos seguindo as normas da Anvisa.

Equipe Dono do Negócio

O Dono do Negócio é um blog feito pela SumUp para te ajudar a vender melhor.