Email marketing: o que é e por que é importante

LEITURA DE 21 MIN

Email marketing é uma prática simples: enviar emails para seus clientes, com o objetivo de divulgar promoções, novos produtos ou confirmar compras. Portanto, é uma das melhores ferramentas que o negócio tem para se comunicar com os consumidores. Vamos entender como botá-la em ação?

Para que serve o email marketing?

Primeiro, enviar emails para seus clientes é forma de lembrá-los da existência do seu negócio, além de anunciá-lo para quem ainda não o conhece.

Hoje, a divulgação online é importante pois cada vez mais pessoas têm acesso à internet. De acordo com a revista Exame, o Brasil é o quarto país com mais usuários no mundo. Outra pesquisa, publicada em 2015, descobriu que 72% dos consumidores escolhem o email como melhor canal para receber comunicações de empresas e marcas.

É importante lembrar que o email marketing não é uma prática feita apenas por lojas online. Negócios físicos, como mercados, consultórios médicos, farmácias e pequenos estabelecimentos também devem usar.

Você pode usar o email marketing para diferentes finalidades:

  • Comunicar novidades aos seus clientes

Você já ouviu falar em “newsletter”? Funciona como um publicação fixa da sua empresa, enviada com certa periodicidade. Todo dia determinado, você separa algumas “notícias” e envia para seus clientes.

Na newsletter, você pode incluir promoções, produtos novos, dicas sobre como utilizar nova mercadoria ou outras informações que sejam úteis.

  • Aumentar as vendas

Você pode montar uma newsletter só para divulgar os principais produtos ou artigos que estão em promoção. Funciona como um panfleto de propaganda enviado por email. Também é possível preparar um email especial sempre que tiver novidades relacionadas às vendas.

  • Confirmação de compra

O email marketing não serve apenas para divulgar o negócio. Como é o principal canal de comunicação com o cliente, pode ser usado para confirmar uma compra feita pela loja virtual ou avisar que o produto está em transporte.

  • Receber sugestões e reclamações

O email marketing também é um canal para receber comentários ou sugestões dos clientes. Assim, se estiverem descontentes ou quiserem fazer uma reclamação, você poderá respondê-los para resolver a situação mais rapidamente.

Vantagens do email marketing

Há várias formas de se comunicar com os clientes pela internet. Há as redes sociais, como Facebook, Instagram e Twitter, e o próprio site da empresa. Utilizar essas ferramentas é importante, mas não deixe de investir no email, ferramenta amplamente usada há anos.

O cliente não se sente na obrigação de ver todas as publicações da marca no Facebook. Inclusive, boa parte dos posts em redes sociais não chega até os clientes. Já o email, como é enviado diretamente para a caixa de entrada da pessoa, tem mais chances de ser visualizado.

O email marketing é, então, uma forma mais direta de comunicação com seus clientes. Vamos aprender a usá-lo?

Como criar uma conta de email no nome da sua empresa

Antes de tudo, você deverá criar uma conta de email para a sua empresa. A forma simples e gratuita de fazer isso é usar servidores como o Gmail ou o Outlook. Com eles, o endereço ficará assim: nomedaempresa@gmail.com ou nomedaempresa@outlook.com. Basta fazer o cadastro e inserir as informações do negócio, como endereço e telefone, criar nome e senha. Ou seja, funciona como se fosse criar um email pessoal.

Se você não quer criar uma conta de email que termine com @gmail.com ou @outlook.com, é possível criar um endereço personalizado para a sua empresa. Nesse caso, a terminação será @nomedaempresa.com. Assim, poderá criar contas para vários funcionários. Por exemplo: josedias@nomedaempresa.com, ritasouza@nomedaempresa.com e joaosilva@nomedaempresa.com.

O próprio Google oferece essa opção pelo G Suite. No entanto, o serviço não é gratuito. Os preços são definidos em dólares e o pacote mais barato custa cerca de R$ 19 na cotação atual. É importante lembrar que ,além da criação do email profissional, há outras vantagens em adquirir pacotes de emails profissionais, como a possibilidade de armazenar arquivos.

Para usar o G Suite, você precisará ter seu próprio domínio, ou seja, o endereço que precisamos digitar no navegador para entrar em um site, como www.suaempresa.com.br. Se você já tiver um, basta digitá-lo na hora de criar sua conta no G Suite. Do contrário, deverá comprá-lo no próprio processo de criação da conta. A Google trabalha com parceiros como o GoDaddy.com, cujos planos variam entre entre R$8,99/mês e R$241,98/mês.

Saiba mais sobre a criação de domínios.  

Email marketing

Como fazer email marketing

1 – Design

Além de criar uma conta no nome da sua empresa, você deverá dar uma cara para seus emails. “Template” é o nome que se dá à aparência ou design de qualquer página na internet, incluindo mensagens de email.

O template determina como as informações ficarão organizadas na mensagem. A dica mais básica é concentrar as mais importantes logo no início, em destaque, principalmente no caso de promoções ou anúncio de produtos novos.

Outra dica valiosa é tomar bastante cuidado com o tamanho das imagens, pois as mais pesadas podem demorar para carregar — principalmente no celular.

Além disso, procure por templates que possam ser lidos tanto no computador, quanto no celular.

Se você não quer contratar alguém especializado para fazer isso, o ideal é encontrar opções prontas. Escolha ferramentas que ofereçam o download de diversos templates diferentes e que atendam aos formatos mais básicos, como email promocional e newsletter.

  • Email promocional: Neste email, você irá anunciar ofertas de produtos e serviços. Geralmente, é composto por muitas imagens e “call to actions”, ou seja, botões clicáveis com dizeres como  “Compre Aqui” e “Download gratuito”.
  • Newsletter: Contém pouco texto e diversos links que encaminhem o leitor para o seu site ou blog. Também é possível adicionar uma imagem em cada um dos links, para ilustrar.
  • Email transacional: Emails simples e curtos, usados para comunicar uma compra um entrega de produto. O ideal é escolher templates com poucas cores e imagens, com um fundo neutros e informações dispostas em frases diretas.
  • Email de boas vindas: Tal email é parecido com o transacional. Prefira um email curto, com fundo neutro e dois ou três parágrafos em textos. No entanto, é possível colocar alguns links no final para direcionar o cliente a áreas específicas do seu site, como loja virtual ou visualização do catálogo. Para acompanhar os links, coloque imagens ou ilustrações.

2 – Ferramentas de templates de email marketing

Basta criar uma conta gratuita para baixar os 50 modelos de templates disponíveis. Após fazer o download, você poderá trocar os textos, imagens e reorganizar os blocos de conteúdo.

O plano gratuito oferece templates de email adaptáveis a diferentes plataformas, como Gmail, Outlook e celulares Android e iOs. Há modelos para diferentes temas, como vendas relâmpagos, datas comemorativas e nichos de mercado específicos.

O Mailee oferece duas opções de templates gratuitos. A primeira é “apresentação do produto”, criada para quando a empresa for disparar emails anunciando um item novo. A segunda é o “email promocional”, feito para anunciar promoções. Após baixar, basta editar o texto de acordo com a sua preferência. Há, também, planos pagos que oferecem mais opções, partindo de R$19 por mês.

Quando escolher os templates, prefira os que tenham opções de textos e imagens. Às vezes, emails que contêm apenas imagens são considerados “spam” e vão para o lixo eletrônico. Portanto, não chegam até a caixa de entrada do cliente. Por fim, contrate um plano que tenha opções variadas.

O Cakemail oferece mais de 50 templates de email grátis. Os modelos são bastante personalizáveis e, portanto, são boa opção para quem deseja ter mais liberdade na hora de criar os emails. Para baixar, é preciso fazer uma inscrição no site.

A famosa plataforma 99 Designs oferece 45 templates de email gratuitos para download, incluindo modelos de newsletter, email promocional e notificações ao cliente. Os modelos são enviados para o seu email.

3 – Ferramentas de envios de emails

Algumas ferramentas que oferecem templates prontos também têm outras funções, como disparar emails para toda a sua lista de contatos, mostrar quantas pessoas abriram as mensagens, quantas responderam e assim por diante. Veja quatro opções:

Os planos variam de acordo com a quantidade de emails a serem enviados. O mais barato custa R$49 por mês e permite cinco mil envios para um número ilimitado de contatos, o que é uma vantagem em relação às outras ferramentas. Além disso, é possível baixar modelos com temas diferentes. Em uma promoção de dias das mães, por exemplo, é possível escolher um design com ilustrações, imagens e espaço para texto que representem a data comemorativa.

O Benchmark Mail sugere ao cliente começar com um plano gratuito. Além de baixar templates, é possível enviar até 14 mil mensagens por mês para dois mil contatos. Para conhecer os planos pagos, com mais recursos, é preciso fazer a inscrição no teste grátis anteiormente.

A Sendgrid oferece um pacote gratuito, o que pode ser um grande atrativo para quem está com o orçamento apertado. Neste plano, é possível enviar 40 mil emails nos primeiros 30 dias e 100 por mês a partir do segundo mês de uso. A ferramenta é intuitiva e fácil de usar e oferece bom custo-benefício. Porém, não há versão em português. Portanto, é preciso saber inglês para usá-la.

A Mailchimp também oferece um plano gratuito, com diversas utilidades para quem está dando seus primeiros passos no email marketing. O pacote contempla o envio de 12 mil emails por mês para até duas mil pessoas. No entanto, ferramentas de suporte ao cliente, como o “live chat” (chat ao vivo) só estão disponíveis nos primeiros 30 dias. Portanto, pode ser boa ideia contratar a versão gratuita para testar o recurso e assinar outro plano em seguida. Os preços partem de $10 por mês (aproximadamente R$ 37 na cotação atual).

A Mailchimp também não oferece versão em português, apenas em inglês.

Email marketing

4 – Montar a lista de contatos

Se você não tiver uma lista de contatos para enviar os emails, de nada adianta criar uma conta e comprar templates.

A primeira forma de criar essa lista é pedir que o cliente faça um cadastro no seu site, seja para receber novidades da empresa ou comprar produtos, no caso de uma loja virtual.

Não crie uma ficha muito extensa, pois muita gente acaba desistindo no meio do caminho. Porém, peça informações importantes, como gênero, endereço e data de nascimento. Assim, terá dados para analisar quem são seus principais consumidores.

Se você tem um estabelecimento físico, também pode solicitar que os clientes forneçam seu email e outras informações no ato da compra para fazer um cadastro. Mas atenção: o consumidor tem o direito de recusar. Portanto, deixe claro que é opcional e pergunte se ele deseja receber emails com novidades e ofertas.

Por fim, deixe o endereço de email da sua empresa registrado no seu site e nas redes sociais. Será uma opção para clientes entrarem em contato com você. Sempre que receber um email novo, cadastre-o na lista.

5 – Defina o conteúdo dos emails

Para criar o conteúdo dos emails, você deverá conhecer seu público e definir seus objetivos. Pretende aumentar as vendas? Melhorar a relação com os clientes? Oferecer um canal seguro para resolver problemas? Ou todas as opções?

Se você atende diversos públicos, uma boa ideia é criar listas separadas por critérios como idade ou localização geográfica. Donos de lojas virtuais que vendem para todo o Brasil podem criar promoções específicas para apenas uma localidade. Se isso ocorrer, é preciso disparar emails apenas para quem vive ali.

O conteúdo de cada email depende da finalidade dele. Se vai apresentar produtos novos, coloque fotos de boa qualidade acompanhadas das especificações e preço. Se vai anunciar promoções, dê informações detalhadas e claras, especificando datas, como participar, como será feita a seleção do vencedor e assim por diante. Se vai responder dúvidas ou reclamações, crie textos claros e diretos, sempre prezando pelo uso correto do idioma.

6 – Quando enviar email marketing

Enviar emails com frequência alta provavelmente irá incomodar os seus clientes. Mesmo os semanais podem ser um incômodo para algumas pessoas. A periodicidade também varia de acordo com o seu público e seu nicho de negócio. Donos de mercados ou farmácias, por exemplo, podem investir em mensagens toda semana para contar as promoções dos próximos dias. Mas se você vende produtos ou serviços mais específicos, o ideal é maneirar e enviar mensalmente, por exemplo.

Você precisará definir uma periodicidade apenas para emails no estilo newsletter, para contar as novidades da empresa, ou promocionais (considerado que o seu negócio faça promoções com certa frequência).

7 – Outros tipos de emails

Newsletter, emails promocionais e respostas a dúvidas e reclamações de clientes são os tipos de email marketing mais conhecidos. Mas você também pode investir em outros formatos.

O aniversário do cliente pode ser motivo para enviar uma mensagem parabenizando-o ou concedendo um desconto especial. As datas comemorativas em geral, como Dia das Crianças ou Natal, também são bons momentos para encaminhar emails com promoções ou palavras de comemoração.

O cliente que se cadastra no seu site ou na sua newsletter deve receber um email de boas vindas. Portanto, crie uma mensagem padrão para esse caso. Outra possibilidade é enviar mensagens de “sentimos sua falta” para os consumidores que não acessam a loja virtual há algum tempo.

Sempre envie apenas o que for relevante ao seu cliente. Por isso, é importante monitorar quantas pessoas abrem os emails, quantas voltam a comprar no seu negócio e assim por diante. Mensagens em excesso ou mal feitas são um motivo para o consumidor deixar de se interessar pelo seu negócio

Patricia Azzi