Seu negócio está fechado? Veja como manter os clientes fiéis

A presença digital da sua empresa pode fazer toda a diferença neste momento de distanciamento social
16 de abril de 2020LEITURA DE 15 MIN

Em algumas cidades brasileiras o funcionamento do comércio está restrito apenas aos considerados essenciais – como os do setor alimentício e de medicamentos – como medida para conter a disseminação do novo coronavírus. E quem é dono de um pequeno negócio já pode estar sentindo no bolso as consequências da crise econômica causada pela pandemia.

Embora a situação pareça bastante desesperadora, ter calma para tomar as melhores decisões é importante neste momento. E, se o seu negócio é um dos que estão fechados, respire fundo porque é hora de pensar o que é possível fazer para manter seus clientes fiéis e até continuar olhando para o futuro. 

Existem algumas estratégias que o pequeno empreendedor pode adotar para continuar funcionando, mesmo de portas fechadas, e conseguir enfrentar a crise financeira. Uma delas é fazer parte da campanha para que os consumidores comprem de estabelecimentos locais, e a outra é oferecer ao cliente opções de voucher ou cupons para que eles consumam depois que a pandemia acabar.

Mas, nem só de ações para continuar gerando receita para pagar os custos e as despesas da empresa deve viver um dono do negócio neste momento. Se é hora de apertar o cinto da contenção de gastos, também é o momento de arregaçar as mangas para manter os seus clientes fiéis e estar preparado quando chegar o momento de abrir as portas novamente.

Quer saber como? Confira 6 dicas para não perder seus clientes mesmo com o negócio fechado por causa da pandemia do novo coronavírus:

1. Comunique-se com os seus clientes

O primeiro passo para manter seus clientes fiéis é não deixar de se comunicar com eles. Se o seu negócio não tem nenhuma presença digital, essa é a hora de começar. Faça seu site, crie perfis em redes sociais que mais fazem sentido para o tipo de empresa e dê ao cliente um meio de comunicação ativo. É importante informá-lo, por exemplo, sobre como o seu negócio vai atendê-lo durante a pandemia. 

O WhatsApp Business é um aplicativo que apresenta soluções eficientes para a comunicação com o cliente. É possível ter um perfil comercial para exibir informações úteis como horário de funcionamento, e-mail e site da empresa, além de acompanhar as estatísticas sobre as mensagens que realmente foram entregues e lidas pelo consumidor e automatizar respostas para quando o usuário for o primeiro a entrar em contato.

Os aplicativos de mensagem e até mesmo o próprio e-mail e as ligações telefônicas serão os cenários onde o atendimento ao cliente deverá acontecer nos próximos meses. Por isso, lembre-se da importância de atender bem cada um dos consumidores antes, durante e depois de uma venda. Esteja disponível para tirar dúvidas e resolver qualquer problema do cliente. 

Lembre-se também das estratégias básicas de comunicação digital: evite disparar mensagens em horários como o comecinho das manhãs ou muito tarde no período da noite. Pense em quais são os melhores momentos para que o consumidor realmente pare para ler o que você está comunicando. Além disso, vale adaptar a comunicação de acordo com o cliente. A personalização do atendimento é uma forma de conquista e fidelização que funciona.

2. Trace um bom plano de marketing digital

Para fidelizar clientes ou manter os consumidores fiéis do seu negócio durante a pandemia do novo coronavírus vai ser necessário traçar um bom plano de marketing digital. Sem contato físico, com as portas fechadas e as pessoas em casa, a internet vai além de um meio para conversar com os clientes e também tem o papel de ser a sua vitrine de produtos. 

Para o pequeno negócio, as ferramentas digitais são ótimas aliadas principalmente porque têm um grande potencial de engajamento e alcance dos clientes sem pesar no bolso do empreendedor. Recursos de redes sociais, como o stories do Instagram e o sistema de métricas de plataformas como o Facebook fazem parte do dia a dia do marketing digital de qualquer empresa e podem ser usadas para conquistar novos clientes e manter os fiéis mesmo com o distanciamento social.

Se o seu negócio ainda não tem perfis em redes sociais, tente descobrir onde está o seu público-alvo para não perder muito tempo em plataformas que não te darão retorno algum. Faça um cronograma de posts com uma boa frequência – postagens muito espaçadas podem fazer com que o perfil do seu negócio perca a visibilidade e alcance poucas pessoas. 

Lembre-se que todos estamos vivendo a mesma pandemia e, com isso, evite estratégias de venda muito agressivas, porque elas podem não apenas não dar resultado como também espantar seu público. Aposte em conteúdo com valor e humanize a sua marca.

Crie conteúdo exclusivo e interessante sobre o seu produto ou serviço. Explique ao consumidor como a empresa está se virando para conseguir gerar renda e chegar até ele com segurança, mesmo em meio à pandemia. Fale sobre como os clientes podem ajudar o seu negócio neste desafio, seja fazendo um pedido para receber os produtos em casa ou comprando um cupom para gastar quando as portas da sua empresa estiverem abertas novamente. 

3. Passe segurança quanto aos cuidados necessários contra o vírus

Muitas pessoas estão em casa de quarentena como medida para tentar frear a disseminação do novo vírus nas cidades. E ainda que não precisem sair para comprar um determinado produto, porque têm acesso ao delivery, elas podem ser preocupar sobre quais foram os cuidados de higiene e precaução tomados pelas empresas que estão entregando a domicílio.

Por isso, passe essas informações também via redes sociais, como parte do seu marketing digital, para que o cliente fique confortável de fazer um pedido com a sua empresa. Protocolos de higienização, por exemplo, além da possibilidade de entregar sem ter contato com o cliente – deixando o pedido na portaria ou na porta da casa – são exemplos de ações que podem ser comunicadas.

4. Faça entrega na casa dos clientes

Quando é viável, a solução de entregar produtos a domicílio é tanto uma salvação para o caixa da empresa quanto uma forma de manter seus clientes fiéis. Também pode ser adotada como uma forma de acabar com o estoque, ainda que as entregas sejam feitas apenas somente pelo seu bairro. Comece comunicando o seu cliente que ele pode fazer um pedido para receber em casa. 

É importante se planejar  sobre qual estrutura você irá precisar para adotar o delivery. As embalagens, por exemplo, talvez precisem ser diferentes das disponíveis para consumo no estabelecimento. Pense em como serão feitas as entregas e tente priorizar o uso de transporte próprio, como bicicleta ou o seu carro, para não correr o risco de se contaminar em opções como ônibus ou metrô. 

5. Inove para continuar oferecendo seus serviços

Se o cliente não pode ir até o seu negócio, como o seu negócio pode ir até o cliente? Essa é a principal pergunta que o pequeno empreendedor deve fazer na hora de inovar dentro da empresa em meio à pandemia do novo coronavírus. Já podemos encontrar alguns bons modelos de estratégias deste tipo, como as academias ou instrutores físicos que estão utilizando as chamadas lives em redes sociais ou plataformas como Youtube para compartilhar treinos físicos e encantar clientes.

O mesmo princípio  pode ser utilizado nos mais diversos tipos de negócios. Se você é um professor de línguas, por exemplo, procure adaptar as aulas que eram presenciais para as plataformas de conversa por vídeo. Neste exemplo específico, ainda é possível cobrar pelo conteúdo, afinal, ele é exatamente o mesmo que seria apresentado em uma sala de aula. 

Mas mesmo se não for para vender os serviços é possível inovar na estrutura de negócio para conseguir manter seus clientes fiéis. Se você é dono de um salão de beleza, por exemplo, por que não fazer vídeos sobre como as pessoas podem pintar o próprio cabelo em casa? Os consumidores já conhecem e confiam no seu trabalho, esta é uma forma de deixá-los por perto para que quando tudo voltar ao normal a sua empresa tenha fôlego para continuar os atendimentos. 

Pense em quais formas os seus produtos e serviços nunca foram vendidos. Esse é um indício de que pode existir uma solução inovadora para o seu negócio vencer a crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus e ainda se fortalecer como marca querida pelos clientes!

6. Não deixe de pensar no futuro

Para passar pela crise financeira gerada pela pandemia do novo coronavírus será necessário reinventar algumas estruturas da sua empresa. Essa possível transformação no modelo de negócio – principalmente com o aumento da presença digital e da prática do trabalho remoto (caso você tenha funcionários) – não precisa durar apenas na crise.

O que estamos vivendo agora e as estratégias para manter seus clientes fiéis podem fazer parte do dia a dia do seu negócio no futuro. E por falar nele, tentar separar um tempinho – quando der, sem autocobrança para ser produtivo sempre, afinal, também é preciso cuidar da saúde mental – para se aprimorar com cursos online e gratuitos ou até para desenhar novos produtos e serviços para quando a pandemia passar também é uma boa estratégia para manter os clientes fiéis do seu negócio! 

Quais estratégias você já adotou para a sobrevivência do seu negócio em meio à pandemia? Deixe o seu comentário! 

Equipe Dono do Negócio

O Dono do Negócio é um blog feito pela SumUp para te ajudar a vender melhor.