De olho no caixa: 6 dicas para organizar o dinheiro do seu negócio

Ganhar e gastar dinheiro são as duas principais engrenagens de um negócio. Veja como administrar esses fluxos:
LEITURA DE 4 MIN

Organizar o dinheiro que entra e sai na sua empresa pode até parecer uma tarefa difícil, mas com algumas dicas, esse processo pode ser mais tranquilo. Mantendo uma rotina de controle do seu negócio, você não vai ter surpresas no fim do mês.   

  1. Comece sempre com um planejamento

Antes de começar um negócio, durante suas atividades e na hora de fazer um balanço de todas as vendas: o planejamento precisa estar sempre presente. É preciso saber quanto dinheiro tem no caixa e também cada centavo que você vai precisar gastar. Uma ideia pra se organizar, é usar planilhas diferentes para cada setor como, por exemplo, uma para o estoque, uma para os seus fornecedores e outra para funcionários, se você tiver.   

  1. Contabilize tudo que entra e sai

Não dá para dar mole nessa parte. Para ter um negócio financeiramente organizado você precisa saber de onde veio o dinheiro e para onde ele vai. Do cafezinho que você oferece ao cliente ao conserto de uma máquina quebrada, tudo sempre precisa ir para a ponta do lápis — ou para o aplicativo de finanças, como o Guia Bolso e o Organizze.

  1. Saiba onde e como gastar

Uma boa organização financeira do seu negócio inclui não gastar dinheiro onde ou quando você não precisar. Pense, por exemplo, se ter um computador de última geração é importante ou se dá para ter um mais simples. Economize em itens que não irão diminuir a qualidade dos seus produtos ou serviços.

  1. Separe as despesas dos custos

Todo mês você tem contas para pagar, como luz e aluguel. Esses gastos fixos, que vão chegar independente do quanto você vender, são chamados de despesas. Agora, os valores que você tira do caixa para manter seu estoque de produtos, ou prestar o seu serviço, são os custos. Se você faz bolos para vender, por exemplo, o dinheiro gasto no supermercado para comprar os ingredientes entram na lista de custos.  

  1. Deixe uma reserva para emergências

Um problema que você não estava esperando — quase todos os grandes são assim, né? — pode acabar com o planejamento financeiro  do seu negócio. Por isso, dentro do possível, separe um valor para emergências. Assim, caso você precise gastar mais por causa de algum imprevisto, sabe que não vai ter problemas com a sua produção ou com a qualidade do que você oferece para o seu cliente.

 

 

 

ASSUNTOS

Equipe Dono do Negócio

O Dono do Negócio é um blog feito pela SumUp para te ajudar a vender melhor.