6 tipos de promoções que podem te ajudar a vender mais nesta quarentena

Oferecer boas ofertas é uma estratégia para conseguir receita para o seu negócio em tempos de crise financeira, mas elas devem ser muito bem planejadas
27 de abril de 2020LEITURA DE 14 MIN

A pandemia do novo coronavírus e o seu impacto econômico negativo nos pequenos empreendimentos demanda do dono do negócio as melhores estratégias para continuar gerando receita mesmo durante a crise. Uma delas é planejar boas promoções para não parar de vender e manter os clientes próximos. 

A queda na receita, porém, exige que qualquer promoção seja extremamente bem planejada para que ela não acabe trazendo ainda mais prejuízo para o negócio. É preciso fazer uma análise profunda da atual realidade financeira da empresa: qual o atual capital de giro, como está o fluxo de caixa, quais são as contas a pagar e a receber nos próximos meses e, claro, qual será e de onde sairá o dinheiro investido nas promoções.

Isso porque, qualquer promoção deve também ser considerada um investimento. Ainda que elas sejam feitas justamente para aumentar o volume de venda de um determinado produto e, com isso, gerar mais receita rapidamente, é preciso colocar no papel também qualquer custo relacionado às ofertas, como o gasto com propaganda e marketing para divulgá-las. Quando bem aplicadas, as promoções de sucesso podem ajudar a minimizar o impacto financeiro negativo do novo coronavírus.

Em meio à pandemia, existem 3 bons motivos para planejar uma promoção: 

Queimar estoque

Fazer uma promoção de sucesso para queimar produtos ou matéria-prima do estoque é um importante motivo para acionar o recurso durante a pandemia do novo coronavírus. Isso porque, como muitos estabelecimentos tiveram que fechar as portas para os clientes, os estoques podem ter sofrido um acúmulo não planejado pelo dono do negócio.

Para quem tem uma empresa do ramo alimentício, por exemplo, gastar o estoque de ingredientes é não apenas não levar um prejuízo enorme como também não deixar que os alimentos passem da validade e estraguem no período em que o negócio está com as portas fechadas para o atendimento presencial. Para quem vende qualquer tipo de produto, queimar o estoque é principalmente uma forma de não ficar com o prejuízo do dinheiro já investido nos itens. 

Gerar receita

A pandemia do novo coronavírus colocou muitas pessoas em casa como forma de frear a disseminação da doença. Com os comércios fechados, a queda das receitas dos pequenos negócios desde março de 2020 é uma realidade para muitos.

Por isso, pensar, planejar e executar promoções de sucesso pode ser uma estratégia para continuar gerando receita para o capital de giro das empresas. Afinal, os custos e as despesas de um negócio incluem compromissos financeiros importantes, como o salário de funcionários (para quem tem), a mensalidade do aluguel e contas como água, luz e impostos. 

É importante destacar que as promoções com o foco em gerar receita precisam de bastante atenção na precificação dos produtos. Não é possível manter o fluxo de caixa da empresa se o total dos lucros das vendas for muito abaixo do mínimo ou até mesmo nulo. Ao vender um produto pelo preço de custo é possível evitar o prejuízo – já que o valor paga o investimento na mercadoria – mas impossibilita a receita para manter o negócio funcionando. 

Conquistar e manter clientes

A pandemia é global. É preciso ter esta informação em mente neste momento. A queda nas receitas de pequenas empresas pode não acontecer apenas porque pessoas não estão indo para as ruas ou porque os negócios estão com as portas fechadas. Estamos vivendo uma possível contenção de gastos na maioria das casas pelo mundo. 

Por isso, uma forma de conquistar novos consumidores para o seu negócio e até mesmo manter os clientes fiéis é fazer boas promoções. Quando existe o real custo-benefício ou vantagem de compra, as chances de o cliente adquirir o produto é muito maior. Ou seja, a principal características de ofertas voltadas exclusivamente ao propósito de conquistar e não perder a clientela é serem atrativas e realmente vantajosas para o consumidor. 

Quer fazer uma promoção de sucesso no seu negócio? Confira 6 tipos de ofertas que podem te ajudar a vender mais nesse quarentena:

1. Desconto nos produtos

Diminuir a margem de lucro nos produtos é uma das principais formas de criar promoções para os clientes. Se você vende bolos caseiros sem recheio a R$ 15,00, por exemplo, e decide fazer uma promoção na qual cada um sai por R$ 13,00, os R$ 2,00 que deixará de ganhar não vão ser tirados dos valores dos ingredientes. Ou seja, o custo do produto continuará sendo o mesmo, mas a empresa vai lucrar R$ 2,00 a menos em cada um dos bolos vendidos na promoção. 

É preciso manter o equilíbrio na hora de montar ofertas deste tipo: o cliente precisa sentir que realmente está comprando algo por um valor abaixo da média mas, ao mesmo tempo, o seu negócio não deve ficar com prejuízos. Não deixe de antecipar a quantia que a empresa perderá caso venda 100 bolos por R$ 2,00 a menos, e também analisar qual será o impacto desse desconto para o fluxo de caixa e o capital de giro da empresa.

Apesar dos riscos e dos investimentos, os descontos nos produtos podem ser capazes de atrair novos e fiéis clientes e, consequentemente, aumentar as vendas em meio à pandemia, possibilitando que o seu negócio enfrente a crise sem pesar muito o bolso. 

2. Descontos progressivos

Este tipo de promoção tem como principal foco a compra de mais de um produto pelo mesmo cliente. Ou seja, quanto mais comprar, menos ele irá pagar. Lembre-se de estabelecer algumas regras de forma clara, como a necessidade de que os itens sejam do mesmo tipo e marca, caso você considere necessário.

Os descontos progressivos são bons para quem deseja queimar estoque. Mas também é preciso calcular qual o valor do investimento neste tipo de promoção, prever quanto o negócio deixará de ganhar ao diminuir os valores, ainda que o total do ticket médio de compra dos consumidores aumente com a aquisição de várias unidades de um mesmo produto. 

Não se esqueça de considerar o seu tipo de negócio. Afinal, existem alguns setores nos quais não é real o cenário em que o cliente compra duas unidades de um mesmo item. 

3. Voucher antecipado com desconto

A estratégia de vender antecipadamente vouchers com produtos ou serviços que só poderão ser consumidos no futuro, com o fim da pandemia do novo coronavírus, é boa para o fluxo de caixa da empresa. Mas, para ser ainda mais vantajosa para o cliente – que não poderá receber de imediato pelo que pagou – pode ser necessário oferecer algum tipo de desconto.

Por exemplo: se você tem um bar e quer vender vouchers antecipados de bebidas para conseguir continuar pagando os funcionários que estão afastados durante a quarentena, pode dar uma porcentagem de desconto em cada cupom (sem esquecer de calcular muito bem o valor deste investimento) ou melhorar os preços para os clientes que adquirirem mais de uma unidade para usar no futuro. 

4. Indique um amigo pelas redes sociais e ganhe

Clientes bem atendidos, que gostam do seu produto ou serviço, têm mais chances de avaliar positivamente a empresa e até mesmo indicá-la para os amigos – o famoso boca a boca. Aproveite-se desta estratégia e ofereça descontos ou vantagens para os consumidores que trouxerem um amigo pelas redes sociais.

Não deixe de determinar as regras para a promoção, que podem ser a exigência de o amigo indicado ter que efetivamente fazer uma compra de produto ou serviço com a sua empresa para que os dois saiam ganhando.

Um bom exemplo de uso deste tipo de promoção pode ser analisado com base em aplicativos como o Airbnb, Uber ou Rappi, que permitem que o usuário compartilhe com amigos um link de cadastro. Funciona assim: ao se cadastrar e fazer a sua primeira compra, os indicados ganham um desconto e automaticamente liberam também um bônus para as pessoas que fizeram a indicação.

5. Assinatura ou cartão fidelidade

Dependendo do tipo de negócio, também é possível praticar preços mais baixos para aqueles clientes que queiram assinar a entrega de determinado produto. Um restaurante, por exemplo, pode cobrar um valor fechado por um combo de cinco marmitas, que é o equivalente a um almoço por semana. 

O cartão fidelidade também pode servir para dar vantagens àqueles clientes fiéis. A cada dez compras, por exemplo, a empresa pode dar uma porcentagem de desconto na compra seguinte ou um item de brinde. Neste caso, estabeleça um tempo mínimo de duração do cartão para que o consumidor não faça compras muito espaçadas. 

6. Compre 2, leve 3

O número de produtos pode variar de acordo com o tipo de item e a disponibilidade no estoque. Mas essa promoção pode ser vista por dois ângulos de vantagem para o cliente: adquirir três produtos com preços mais baixos ou ganhar um de brinde de mesmo valor e categoria. Explore esses conceitos ao divulgar a oferta.

Este tipo de promoção também é uma boa estratégia para quem precisa acabar com produtos em estoque, e deve ser igualmente bem planejada para não deixar o dono do negócio no prejuízo! 

>> Lembre-se que independentemente do tipo de promoção escolhida é indispensável comunicar os clientes de cada uma das regras de participação!

Você já começou a planejar ou praticar boas promoções no seu negócio durante a pandemia do novo coronavírus? Conte para nós a sua experiência!

Equipe Dono do Negócio

O Dono do Negócio é um blog feito pela SumUp para te ajudar a vender melhor.