Juros simples

LEITURA DE 3 MIN

Já falamos aqui o que são os juros, mas é importante entender o que são os juros simples e compostos. Normalmente, os simples são utilizados em situações em que a pessoa que empresta o dinheiro vai ser paga em breve — curto prazo. Para longo prazo é mais comum que os compostos sejam usados.

Bom, para entender os juros simples vamos lembrar um pouquinho daquela aula de matemática. Os juros são sempre baseados no valor que foi emprestado. Eles podem se referir a um investimento que você fez ou uma dívida com um banco ou pessoa.

Como calcular os juros simples?

É aqui que entra uma equação que pode assustar, mas fique calmo que a gente chega lá. Os simples tem a seguinte fórmula para ser calculado: J = C x I x T  Nesta equação: J = juros, C = capital, i = taxa de juros, t = tempo de aplicação (mês, bimestre, ano, etc).

Vamos lá: capital é o valor total que foi emprestado. Taxa de juros é a porcentagem que a pessoa ou instituição cobra de quem emprestou o dinheiro. Tempo de aplicação é o tempo que a pessoa demorou para pagar.

Um exemplo mais prático: vamos calcular os juros de uma pessoa que pegou empréstimo no valor de R$ 2.000 do banco para começar seu negócio, com taxa de 5% ao mês por 6 meses. A conta é a seguinte:

Capital = 2.000

Taxa = 5% (que é igual a 5 dividido por 100, o que dá 0,05 por mês.

Tempo de aplicação = 6 meses

Hora de pegar a calculadora. A conta fica J = 2.000 x 0,05 ¨x 6, totalizando 600,00 de juros. O montante (valor que deve ser pago para o banco fica 2000 (capital) + 600,00 (juros), totalizando R$ 2,600.

Equipe Dono do Negócio

O Dono do Negócio é um blog feito pela SumUp para te ajudar a vender melhor.