42 ideias de negócio que precisam de pouco investimento

Você sabia que é possível abrir uma empresa com pouco dinheiro? Conheça opções de ideias de negócios para 2019 com pouco investimento!
9 de julho de 2019LEITURA DE 54 MIN

Se você pensa que empreender é algo distante da sua realidade por causa da grana necessária para abrir uma empresa, saiba que é possível começar um negócio com pouco dinheiro. Isso porque existem modelos e ideias de negócios lucrativos que não precisam de um capital inicial muito alto!

Com o surgimento de soluções de negócios totalmente digitais, as oportunidades para quem quer abrir um negócio lucrativo com pouco dinheiro aumentaram. Muitos modelos de empreendimentos permitem que o trabalho seja feito de casa e dispensam gastos como o aluguel de um ponto fixo e despesas com passagens de transporte público ou gasolina.  

Mesmo no setor de comércio, onde é preciso desembolsar uma quantia para a estrutura física da empresa, existem opções de negócios possíveis de começar mesmo sem ter muita grana. Também há possibilidades de empreender já sabendo quanto é necessário investir para, assim, evitar surpresas no meio do caminho.

Como ter ideias de negócio com pouco investimento?

A escolha de um setor para começar um negócio pode ser feita com base em diversos parâmetros. Se você sempre gostou de cozinhar, por exemplo, pode tirar do papel uma das ideias de negócio com pouco investimento na área de gastronomia.

No entanto, além do gosto e da capacidade do empreendedor, uma ideia de negócio também pode surgir a partir de oportunidades que envolvem pouco ou nenhum investimento. 

Para colocar em prática as ideias de negócio com pouco investimento, é preciso pesquisar muito para evitar cair em furadas, como aquelas promessas que falam em um retorno financeiro alto com pouco esforço.

O planejamento é o melhor amigo do empreendedor, por isso, seja qual for o setor escolhido para abrir o negócio próprio, dê cada passo com muito preparo e cautela!

Quer se tornar um empreendedor? Veja 42 ideias de negócio próprios em diferentes setores que precisam de pouco investimento para se tornarem realidade.

Ideias de negócios online

O dia a dia do trabalhador mudou com a tecnologia, assim como as operações das grandes e pequenas empresas. O acesso à informação também permitiu que novos negócios digitais surgissem e que o empreendedorismo ganhasse espaço na vida das pessoas. 

Para ter sucesso com uma das ideias de negócios online, assim como em qualquer outro tipo de empreendimento, é preciso prestar um excelente serviço. No caso dos negócios online, qualquer consumidor que teve uma experiência ruim de compra e venda pode deixar um comentário que irá influenciar outros possíveis compradores.

Por isso, foque em receber bons feedbacks dos clientes dando atenção a detalhes como cuidado, capricho e comprometimento no envio, além de embalagens diferentes ou customizadas, métodos de pagamento e, claro, nunca esqueça da qualidade dos produtos ou serviços!

1. Marketplaces (sites de compra e venda)

Pela internet é possível vender quase qualquer coisa. Muito conhecida na área do artesanato, a plataforma Elo7 permite que as pessoas que fazem produtos manualmente, de roupas a peças de decoração de festas infantis, criem um perfil que vira uma espécie de loja virtual para vender os itens. A plataforma é um marketplace, que pode ser comparada a um shopping, já que reúne virtualmente vários vendedores de produtos diferentes.

Outros marketplaces aceitam objetos usados, como é o caso do Enjoei, uma espécie de brechó online onde as pessoas colocam à venda aquilo que não querem mais ou garimpam por aí para manter o negócio online. Da mesma forma funciona o OLX.

Existem outros sites de compra e venda nos quais as pessoas criam perfis de vendedores para fazer negócio, como o Mercado Livre e a Estante Virtual — este último reúne vendedores de livros novos e usados.

Na hora de escolher um marketplace para trabalhar, fique atento às condições, como taxas cobradas por vendas e métodos de pagamento, e ao funcionamento da entrega dos produtos vendidos. Esses são os principais investimentos para quem quer começar a vender em marketplaces.  

2. Loja virtual

O chamado e-commerce já é usado tanto por marcas grandes e sólidas no mercado quanto por novos negócios que começam apenas com as vendas pela internet — e está entre as ideias de negócios online mais comuns do mercado. Hoje, existem comércios eletrônicos dos mais diversos setores: alimentício, vestuário, eletrônicos, eletrodomésticos e até de educação para vendas de cursos.  

O empreendedor que quer começar a montar a sua loja virtual pode escolher entre plataformas que oferecem layouts e sistemas de e-commerce gratuitos (normalmente com recursos bem limitados), aquelas com o código aberto para quem quer editar ou contratar um desenvolvedor, e as pagas — que também costumam prestar serviços de manutenção.

Para quem quer saber mais sobre como abrir um negócio online por uma loja virtual, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresa (Sebrae) tem um curso online e gratuito que ensina como construir o seu. Outro portal com muita informação sobre o setor é o E-Commerce Brasil, que ensina um passo a passo sobre como abrir uma loja virtual.

3. Programas de afiliados

Os tradicionais representantes de vendas, que muitas vezes costumavam trabalhar gastando a sola do sapato e visitando os possíveis clientes também passaram por uma transformação com a força e o espaço da internet na vida das pessoas.

Uma boa chance de tirar do papel ideias de negócios digitais é se dedicar à venda de produtos que muitas vezes já estão consolidados no mercado e são conhecidos pelo público.

Hoje é possível participar de um programa de afiliados de forma totalmente online. Como cada representante faz o seu próprio horário de trabalho e traça um plano de vendas (que algumas vezes precisam seguir regras da empresa dona do produto), existem diversas possibilidades de atuação: criando um site próprio de revenda, usando as redes sociais e até produzindo vídeos para o YouTube — como faz o canal David Tech, sobre maquininhas de cartão de crédito e débito.

Essa ideia de negócio online tem pouco investimento. O valor a ser desembolsado para começar no ramo de representantes de venda vai variar de acordo com a empresa escolhida, mas normalmente está limitado à compra de um kit básico com os produtos da companhia.

Da mesma forma, o lucro também depende do número de vendas feitas pelo afiliado: quanto mais vende, mais você ganha. Para se tornar um representante de vendas online, invista em educação sobre marketing digital e prepare-se para conseguir ganhar destaque na profissão.

4. Produção de conteúdo

A internet está cheia de conteúdo: texto curto, texto longo, vídeos, fotos, jogos… E tudo isso pode ser feito por uma empresa totalmente online. Por exemplo: se você tem formação em áreas relacionadas à comunicação, pode criar uma empresa digital que produza textos para outras empresas.

O mesmo pode acontecer se você é designer, programador ou editor de vídeo — profissões que permitem que o profissional com um bom portfólio preste serviços online para outras empresas.

Nestes casos, o investimento é muito baixo, uma vez que quem começa um negócio de produção de conteúdo digital já costuma ter ferramentas — como um computador e acesso à internet. Claro, dependendo do serviço prestado e da área de atuação, as exigências podem aumentar e incluir outras despesas, como licença de softwares. 

Outra forma de ganhar dinheiro com um negócio de produção de conteúdo online é se tornar um youtuber ou um influenciador digital mais abrangente, que usa as demais redes sociais para se comunicar com um público.

Essa pessoa vai ganhar dinheiro recebendo por propagandas de marcas, por exemplo. Embora o caminho seja longo, a democratização da tecnologia permite que um celular e um computador sejam suficientes para produzir esse tipo de conteúdo. 

Ideias de negócios em casa

Além das ideias de negócios online, que muitas vezes também podem ser feitas em casa, outros tipos de negócio, às vezes menos ligados à tecnologia, podem ser começados do conforto do lar com pouco investimento financeiro.

Tirar do papel as ideias de negócios em casa traz vantagens desejadas por muitos trabalhadores: flexibilidade de horário, adaptação com a rotina de quem tem filhos e economia de tempo e dinheiro com locomoção são alguns dos principais exemplos. 

Por outro lado, ao apostar em ganhar dinheiro em casa, é preciso enfrentar desafios como ter autodisciplina em horários de trabalho, não misturar os afazeres domésticos com a produção do negócio e não perder o foco no planejamento estratégico do negócio e das metas que devem ser alcançadas para o seu crescimento.

5. Vender comidas (doces, salgados, para bebês, para cachorros…)

Quem gosta de cozinhar sabe que, quando as contas apertam, sempre há a solução de vender algum quitute para sair do vermelho. Mas vender comidas feitas em casa também pode virar um negócio.

O leque de opções é enorme: dá para fazer doces para festa, bolos, comidinhas saudáveis para bebês e até refeições caseiras para cachorros. Elas podem ir na marmitex, embaladas a vácuo ou congeladas. O gasto inicial pode ser baixo usando os utensílios que estão à mão e, com o tempo, é possível crescer e investir em ferramentas melhores.

As refeições podem ser entregues no endereço do cliente, vendidas em algum ponto fixo ou feitas sob encomenda com antecedência. Assim como aplicativos que entregam pedidos de restaurantes como o iFood e o UberEats, existem opções como o Apptite — um app de delivery que conecta chefs e clientes. Ele funciona quase como um marketplace de refeições. 

Embora regularizar um negócio de comida seja um processo um pouco mais longo, para o Microempreendedor Individual (MEI) existem algumas facilidades com a vigilância sanitária e outros órgãos. Informe-se na sua cidade!

6. Presentes customizados

Uma ideia de negócio em casa é fazer presentes, brindes e lembrancinhas customizadas. Você pode trabalhar por conta própria oferecendo camisetas estampadas com fotos pessoais dos clientes, frases divertidas e até mensagens especiais. Canecas, chinelos e chaveiros também recebem customizações.

O investimento financeiro pode incluir a compra de máquinas de estampa que funcionam em diversos materiais diferentes. Mas existem caminhos para começar com menos investimento, como vender esses presentes feitos à mão ou apostar no digital: por que não vender ilustrações impressas e emolduradas?

Dentro do público-alvo, além das pessoas que querem presentear em datas especiais, também dá para apostar em empresas que oferecem brindes para os funcionários ou para eventos corporativos.

7. Aulas particulares

Se abrir um negócio em casa for uma solução depois de já ter anos de experiência no mercado trabalhando em empresas ou clientes, você pode usar os conhecimentos adquiridos para continuar atuando no conforto do lar.

Existem algumas profissões que permitem, por exemplo, investir em um negócio de aulas particulares. Pegue o que você é bom em fazer, especialmente se você tem formação acadêmica ou muitos anos de prática, e crie um plano de aulas para quem tiver interesse em estudar o conteúdo.

É possível dar aula em casa de idiomas, culinária, instrumentos musicais, canto, reforço escolar e outros diversos assuntos. Os investimentos são baixos porque você pode utilizar materiais que já fazem parte do seu dia a dia de trabalho! 

8. Cuidador de pets

O chamado pet sitter, que em português significa cuidador ou babá de pets, é uma opção bacana para quem gosta de animais e pode recebê-los em casa. Ter uma empresa que presta esse tipo de serviço visa principalmente o público que precisa viajar e não tem com quem deixar seus bichinhos de estimação.

Ter um negócio em casa para cuidar de pets é perfeito para quem tem uma estrutura física grande e adaptável para receber os pets. Já existem aplicativos de celular que conectam a pessoa que quer oferecer os cuidados e a estadia ao animal e os donos que precisam sair da cidade. É o caso da DogHero, uma plataforma voltada para hospedagem de cachorros.

Ideias de negócios para cidades pequenas

Os negócios lucrativos com pouco investimento para abrir em cidades pequenas têm características voltadas a um público-alvo menor. Para tal, o dono do negócio deve estar atento aos detalhes da cultura do local, que é diferente dos grandes centros urbanos.

Além disso, ao decidir empreender em pequenos municípios, a pesquisa de mercado é essencial para descobrir se há interessados suficiente no ramo investido, analisar os concorrentes e descobrir as necessidades dos consumidores.

As vantagens gerais de apostar em uma das ideias de negócios para cidades pequenas incluem a possibilidade de ter de investir menos dinheiro para abrir a empresa: os aluguéis de um ponto fixo podem ser mais baratos, assim como a matéria-prima e a mão de obra. O Sebrae de Minas listou outros pontos positivos sobre abrir um negócio no interior.

9. Restaurante, lanchonete ou bar

Em cidades pequenas, é possível explorar a procura de um produto regional, por exemplo. Se você está em um município que produz queijo, vai ficar mais barato e mais atrativo investir em uma lanchonete que faz sanduíches com os produtos locais.

No sentido contrário, também é possível levar para as cidades pequenas as novidades do setor gastronômico que são lançados nos grandes centros.

Em São Paulo, por exemplo, sempre surgem restaurantes especializados em comidas do momento, como os de lámen. Neste caso, é preciso muito planejamento e pesquisa para saber se um produto específico seria bem-aceito no mercado local. 

10. Setor de construção

Entre as ideias de negócios para cidades pequenas, é possível apostar no setor de construção. Não apenas investir em uma loja de materiais — o que também é uma boa opção —, mas também prestar serviços para obras e manutenção, como o de pedreiro, pintor, encanador, eletricista, etc.

Mesmo o trabalhador autônomo pode criar a sua própria empresa, com uma identidade visual e um esforço de divulgação do serviço. Nesse caso, o investimento é menor porque não há gasto com aluguel, por exemplo. Mas ferramentas e utensílios deverão ser parte do investimento inicial, assim como cursos de capacitação.

11. Franquias

Existem opções de franquias dos mais variados valores de investimento. Em cidades pequenas, as redes menores ou que precisam de menos dinheiro para serem abertas também podem dar muito certo.

Dentre os setores rentáveis em pequenos municípios, destacam-se o setor de alimentação e o de estética e beleza, com serviços como manicure, depilação e cabeleireiro.

Segundo a revista Pequenas Empresas e Grandes Negócios, pelo menos 16 franquias são sucesso no interior do país e podem ser abertas com investimentos a partir de R$ 8 mil. Aparecem na lista empresas como a PremiaPão, de espaços publicitários em sacos de pão, e a Tflow, de vestuário masculino.

Ideias de negócios para cidades turísticas

Quem mora em uma cidade que recebe muitos turistas pode aproveitar diferentes ideias de negócios rentáveis para abrir a sua própria empresa com pouco investimento.

Isso também é válido para quem está em municípios muito visitados em determinadas épocas do ano, seja por uma festa comemorativa, uma data religiosa ou um festival sazonal.

12. Receber hóspedes na sua casa

Plataformas como o Airbnb permitem que você seja o anfitrião de turistas que estão visitando a sua cidade. Sem toda a estrutura de uma pousada, receber as pessoas em um quarto da sua casa demanda menos investimento financeiro e é uma das ideias de negócios para cidades turísticas mais simples de executar.

Mesmo assim, é preciso estar preparado e atento aos detalhes para que os hóspedes tenham uma boa estadia. Além do básico, que é ter um quarto muito limpo e uma cama confortável, você pode oferecer alguns mimos — como toalhas e itens básicos para café da manhã.  

13. Agência de turismo

Ideias de negócios para cidades turísticas incluem ter a sua própria agência de viagens. Apesar de ser legal ter um endereço fixo para receber os turistas que estão em busca de passeios na região, também é possível vender roteiros online, por exemplo.

O investimento inicial vai depender dos serviços oferecidos. Se a cidade turística for cheia de esportes de aventuras, por exemplo, é legal ter automóveis que levam os clientes até os pontos de praticar as atividades e oferecer equipamentos de segurança.

Mas, claro, para começar, é possível focar apenas na experiência do turista, fazendo parcerias com agências mais estruturadas.  

14. Guia turístico

Muitas cidades brasileiras vivem do turismo de natureza, por exemplo. Nestes casos, alguns espaços são melhores aproveitados com a presença de um guia turístico, que não necessariamente precisa estar ligado a uma agência. O mesmo vale para cidades históricas, onde o conhecimento de alguém local faz toda a diferença no passeio das pessoas. 

O investimento para abrir um negócio como guia em uma cidade turística não demanda muito dinheiro, já que é a sua atuação como profissional que será mais utilizada no dia a dia. É importante estar atento às condições de segurança da pessoa ou do grupo que contratar o seu serviço. 

15. Lavanderia

Oferecer serviços de lavanderia também é uma boa ideia de negócio para cidades turísticas — que não precisa de um grande investimento financeiro inicial. É possível colocar em prática essa ideia começando a trabalhar de casa, com a máquina de lavar roupa comum. A cobrança por esse serviço pode ser feita por quilo ou unidade.

Esse tipo de negócio tem como público-alvo as pessoas que viajam por temporadas muito grandes e acabam tendo que lavar as roupas em algumas paradas. Mas também existem clientes que estão de passagem e têm imprevistos com a lavagem das peças. 

Ideias de negócios na educação

A relação essencial entre professor e aluno e a possibilidade de usar a internet como plataforma para ensinar e aprender é o que pode fazer com que as ideias de negócios rentáveis em educação necessitem de pouco investimento.

É claro que, dependendo da área, ferramentas mais caras são necessárias, mas dar o primeiro passo rumo ao empreendedorismo no ramo da educação é possível mesmo sem investir muito dinheiro. 

16. Videoaulas

Gravar aulas em vídeo é uma das ideias de negócios na educação que precisam de pouco investimento para quem quer abrir a sua própria empresa. Como o mais importante é o conteúdo das aulas e, hoje, a maioria dos celulares já tem uma capacidade de gravação muito boa, o investimento inicial é baixo.

Se você for um profissional de audiovisual, pode ter uma empresa especializada em gravação de aulas que atende aos professores. Para isso, é necessário ter equipamentos mais robustos e até um pequeno estúdio com uma ilha de edição.

17. Aulas a distância

Uma das ideias de negócios na educação que não precisa de muito investimento financeiro para iniciar é ser um professor a distância. As aulas podem ser ao vivo por videoconferência, em plataformas como o Skype.

Você vai precisar de um bom acesso à internet, um computador potente e um planejamento de aulas. Em aulas neste formato, é possível ensinar muitas matérias diferentes e para um público muito variado. 

18. Revisão de textos

Abrir uma empresa de revisão de textos demanda pouco ou nenhum investimento financeiro se você tiver um computador e acesso à internet. Para se destacar, porém, é preciso ter formação na área e experiências comprovadas. Além disso, investir em um site e portfólio pode ajudar a conquistar mais clientes.

O público-alvo vai do estudante da graduação que está entregando a monografia no trabalho de conclusão de curso à empresas de e-books que precisam de revisão gramatical antes de lançar um novo produto.

19. Consultoria e coaching

As áreas de consultoria e de coaching pessoal e empresarial conseguiram um bom espaço no mercado nos últimos anos. Essa ideia de negócio pode precisar de pouco investimento para sair do papel, mas é preciso investir em educação para prestar um serviço de qualidade, já que o profissional que quer ser coach precisa de certificações na área!

Ideias de negócios para o público infantil

Criança demanda atenção especial, educação, diversão e muito pique! Por isso, as opções de negócio com baixo investimento existem e não são poucas. É possível atuar com festas, aulas e cuidados com os pequenos.

20. Decoração de festas

Uma boa opção entre as ideias de negócio com pouco investimento para quem quer trabalhar com o público infantil é fazer decorações de festas. Não é preciso ter um ponto fixo, mas espaço para guardar os itens decorativos, que podem ser comprados de acordo com as necessidades de cada festa e reutilizados de formas diferentes em diversas ocasiões. 

21. Animação de festa infantil 

Festas infantis podem ser eventos grandes que precisam dos mais diversos profissionais. Para quem gosta de interagir com os pequenos, abrir um negócio de animação de festa infantil é barato porque, inicialmente, custa apenas o valor dos itens usados em brincadeiras, roupas coloridas e o transporte até o local.

22. Reforço escolar 

Na lista de ideias de negócios para o público infantil, também entram empresas de educação. Abrir uma empresa que presta serviços de reforço escolar para crianças requer pouco capital inicial, mas muita dedicação. Esse tipo de trabalho pode ser prestado em casa, a domicílio ou, em casos de maior investimento, em um ponto fixo.

O reforço escolar costuma abranger disciplinas da educação básica, como matemática, português, ciências, história e geografia. Mas nada impede que você seja um profissional que fortaleça e revise outros conhecimentos, como programação para desenvolvimento de jogos ou instrumentos musicais, por exemplo.

23. Babá

Ser babá é uma profissão que pode nascer como um “bico”, mas que tem todo o potencial para crescer como um negócio próprio que pode ser uma creche ou uma agência de babás, por exemplo. Isso porque, até mesmo as mães que deixam as crianças na escolinha podem precisar desse tipo de serviço.

Para quem começa em casa, transformar o local para receber os pequenos é um dos primeiros passos. Também é preciso pegar todas as informações sobre a criança com os pais para evitar qualquer tipo de imprevisto como alergia a alimentos ou produtos.

Se a sua escolha entre as ideias de negócios para o público infantil é abrir uma empresa como babá, saiba que existem cursos que podem ser feitos para o aperfeiçoamento na área. 

Ideias de negócio de turismo

Investir em turismo pode ser muito rentável, já que o setor está sempre em movimento. Mas será que existem opções que não precisam de um capital inicial muito grande? Para quem quer investir na experiência do turista a resposta é sim.

Hoje existem algumas soluções para quem tem ideias de negócio de turismo, mas não pode começar com muitos gastos. 

24. Vender recordações locais

É comum que os turistas queiram levar para casa recordações características da cidade, que não ficam limitadas a objetos e podem ser também quitutes e bebidas.

Muitos empresários apostam na diversidade de lembrancinhas para abrir uma loja, por exemplo, mas dependendo do seu dinheiro para investir, é possível começar vendendo em pontos estratégicos, como os locais mais procurados da cidade. 

Aqui, além dos produtos que já são comprados prontos, também fazem sucesso as opções artesanais. Se você faz algum tipo de artesanato, pode customizar a produção com base em cartões-postais da cidade. Outra possibilidade é ter um negócio de fotografia que vai aos lugares que os turistas mais gostam e oferece imagens profissionais.

25. Agência de viagem

Ter uma agência de viagem hoje não significa apenas oferecer pacotes com passagem aérea, hospedagem e entrada em atrações culturais. Pela internet, é possível criar roteiros mais customizados para se diferenciar das outras empresas do ramo. 

Sem muito investimento e bastante experiência em viagens, é possível abrir um negócio na área de turismo que atenda às exigências de um consumidor que hoje já consegue pesquisar em tempo real quais as melhores possibilidades para a sua próxima viagem. Mais uma vez, todo o serviço pode ser prestado online, mesmo que o plano seja expandir para um endereço próprio!

26. Airbnb experiências

A mesma plataforma que permite ganhar dinheiro recebendo hóspedes do mundo todo também trabalha com experiências criadas pelos próprios moradores das cidades turísticas.

No Airbnb Experiências, é possível montar um roteiro único pela cidade e cobrar por isso, o que acaba sendo uma espécie de guia, mas com um toque de criatividade e exclusividade. Quer saber mais sobre esta opção entre as ideias de negócio de turismo? Confira aqui.

Ideias de negócios no Instagram

As redes sociais são ótimas aliadas no marketing digital de quase qualquer negócio. Por funcionar como uma galeria de fotos, o Instagram também acaba servindo como plataforma para alavancar um negócio e reduzir os custos com investimento em publicidade e atendimento ao cliente.

Para apostar no negócio com pouco investimento financeiro, é preciso entender de estratégias digitais, além de saber sempre que houver mudanças nos algoritmos da plataforma — algo que pode fazer com que o seu perfil perca visibilidade —, e usar métodos como as hashtags para ranquear bem as suas fotos.

27. Brechós

Muitos perfis no Instagram são usados por pessoas que garimpam roupas para revender. O trabalho inclui uma produção para tirar boas fotos, já que este é o principal meio de expor o produto para o cliente. Toda a negociação é feita pela mesma rede social e os itens são enviados pelos Correios.

Uma das opções de ideias de negócio no Instagram, a revenda de roupas usadas tem investimento baixo, mas que já permite começar com peças legais e que chamem atenção dos usuários. Normalmente, a prioridade de quem leva a roupa para casa é baseada na ordem dos comentários nas fotos.

28. Influenciador digital

Entre as ideias de negócios no Instagram, não poderia faltar o chamado influenciador digital. Em diversos nichos, há pessoas que publicam sobre um determinado assunto e viram referência online.

Com um número enorme de seguidores, é possível receber propostas de marcas que usam o perfil do influenciador para fazer propaganda de seus produtos.

Se você é fanático por jogos de videogame, pode investir na criação de uma página com muitos usuários falando sobre as novidades da área, oferecendo dicas de como jogar e tirando dúvidas sobre o assunto. Esse seria um bom perfil para receber dinheiro da empresa desenvolvedora de games para falar sobre um novo jogo, por exemplo.

29. Loja online no Instagram

Além de ser usado para divulgar e interagir com o público de quase todos os negócios, nada impede que o próprio Instagram seja usado como uma loja online inicialmente. Mais ou menos da mesma forma que acontece com os perfis de brechós de roupa, é possível abrir um negócio que venda outros produtos pela rede social.

O capricho nas fotos é essencial para esse tipo de negócio, assim como o engajamento dos seus seguidores. Vender pelo Instagram é uma ideia de negócio com pouco investimento porque a câmera dos celular atuais conseguem tirar imagens boas o suficiente para se criar um perfil atrativo.

Ideias de negócios no ramo automotivo

Mesmo com o crescimento de alternativas de transportes nas grandes cidades, como São Paulo e Rio de Janeiro, o número de carros no Brasil ainda é grande. Em comparação com 2018, o último mês de maio teve um crescimento de 29,9% na produção de veículos segundo a Anfavea, associação de fabricantes de veículos.

Por isso, colocar em prática uma das ideias de negócios no ramo automotivo pode ser bem lucrativo — o que é ainda melhor quando o investimento inicial é pequeno.

30. Envelopamento de veículos

Para abrir um negócio que oferece o serviço de envelopamento de veículos, nem sempre é preciso ter uma loja ou oficina de carros. É viável prestar esse tipo de serviço no espaço de outra empresa, por exemplo, ou até mesmo na garagem da sua casa. O custo inicial para quem já sabe como fazer o envelopamento de carros é o do material.

31. Blog de automóveis

Escrever sobre o ramo automotivo é uma ideia de negócio com pouco investimento que pode ser feita de casa. Com o crescimento do blog e o aumento no número de leitores, você pode se tornar uma referência para quem tem dúvidas na área e, até mesmo, conseguir vender espaços publicitários dentro do veículo de informação. 

32. Lava-rápido

Ideias de negócios no ramo automotivo com pouco investimento incluem o tradicional lava-rápido, que, se comparado a outros modelos de negócio do setor, como concessionária e mecânica, tem o investimento inicial menor. Segundo o portal Novo Negócio, abrir um lava-rápido pode custar a partir de R$ 20 mil.

Os gastos principais são com equipamento e espaço, que podem ir se adaptando de acordo com o amadurecimento do negócio. O Sebrae tem um guia de como montar um negócio para lavar carros.

Ideias de negócios para abrir perto de escolas

Negócios abertos próximos a escolas têm um público muito bem definido e podem gerar bastante lucro. Eles são especialmente atrativos para quem já tem um imóvel próximo a uma instituição de ensino, porque assim é possível descartar o valor do aluguel.

Mas também existem opções para quem quer empreender ao redor das escolas a partir de ideias de negócio com pouco investimento.

33. Lanchonete e doceria

É difícil uma escola ou faculdade que não tenha pelo menos um negócio alimentício próximo. Normalmente a melhor opção é de comida rápida, já que os alunos costumam comer antes ou depois da aula. Para quem não tem um ponto fixo, existem licenças da prefeitura que permitem o estacionamento de carros ou barraquinhas que vendem comida próximos às escolas. 

34. Papelaria

O papel e a caneta estão longe de ser totalmente substituídos nas salas de aula pelo país. Além disso, os itens de papelaria também têm um apelo emocional para muitos alunos que gostam de comprar materiais escolares.

Uma papelaria pode ser uma boa opção entre as ideias de negócios para abrir perto de escola porque muitos produtos são encontrados em grandes atacados por preços mais baixos. Além disso, manter uma loja deste setor também não requer muitos funcionários, por exemplo. 

35. Serviços de informática

Acesso à internet, xerox e impressão de materiais são três serviços muito procurados em locais próximos às instituições de ensino. Para colocar em prática uma das ideias de negócios para abrir perto de escola que envolva serviços de informática, não é preciso um grande investimento inicial.

Além disso, a demanda pelos serviços pode crescer rapidamente, o que, com a ajuda de um planejamento, é capaz de exigir a compra de máquinas mais potentes, por exemplo.

Ideias de negócios de alimentação

Oportunidades de negócio com pouco investimento e lucrativos no setor gastronômico são muito comuns. Isso porque dar o primeiro passo para tirar do papel uma ideia de negócio na alimentação pode incluir como gastos apenas os ingredientes, em alguns casos.

Não é preciso começar uma empresa com uma cozinha industrial, um cardápio enorme e filas de espera na porta do seu empreendimento. O setor alimentício permite outros modelos de negócios mais livres e baratos. 

36. Marmitas saudáveis

Ideias de negócios com pouco dinheiro na área de comidas andam juntas com o hábito das pessoas. A atenção aos alimentos e a preferência por refeições caseiras e saudáveis é uma realidade hoje.

Investir em um negócio que faz e entrega marmitas saudáveis para quem não tem tempo para preparar as próprias refeições e quer diminuir o consumo de alimentos processados ou as idas a restaurantes é uma ótima oportunidade para começar uma empresa lucrativa com pouco dinheiro. 

37. Pão de fermentação natural

Uma onda de técnicas caseiras e artesanais trouxe de volta o interesse em produtos feitos em casa, ofuscando as opções de prateleira. O pão se enquadra nessa categoria: a opção de fermentação natural é um bom negócio para quem quer começar na área da panificação, mas tem pouco dinheiro para investir.

Com a internet como suporte para aumentar o boca a boca, é preciso ter apenas água, farinha, forma e forno. Aposte em um serviço de entrega e em embalagens legais para conquistar mais clientes.

38. Comida para festas

Bolos, coxinhas, sanduíches, brigadeiros… Todos esses são produtos que podem virar ideias de negócios de alimentação da cozinha da sua casa e com pouco investimento. Esse tipo de empresa, que vende comidas para festas, pode até ter um início muito local, com encomendas dos vizinhos e familiares, mas tem tudo para crescer.

39. Franquias de restaurantes

As franquias fazem sucesso entre as ideias de negócios de alimentação. Há opções muito variadas que atendem desde quem quer trabalhar com pratos feitos a até quem prefira um único produto, como açaí, por exemplo. Segundo o portal Sua Franquia, existem opções a partir de R$ 20 mil com a promessa de faturamento de até R$ 15 mil mensais. 

Além disso, o Sebrae também possui uma lista de 65 ideias de negócios para ganhar dinheiro nas áreas de alimentação e bebida.

Ideias de negócios agropecuários

Ideias de negócios lucrativo com pouco dinheiro no setor agropecuário são voltadas para quem vive próximo às regiões produtoras, já que em grandes capitais o espaço para atividades de agricultura e pecuária é limitado. Mas também é possível apostar em produtos a partir do contato com pequenos produtores.

40. Delivery da feira

Também no caminho de aumento da procura por refeições saudáveis, abrir uma empresa que faz entrega de cestas de frutas, verduras e legumes frescos é uma das ideias de negócios agropecuários que tem espaço para continuar crescendo no mercado.

Há ainda uma segunda possibilidade, que pode atrair ainda mais clientes: vender esses mesmos produtos orgânicos. O investimento inicial pode ser baixo se você começar com uma região de entrega pequena e ir aumentando as rotas de acordo com o fortalecimento do seu negócio.

41. Frutos da estação

As condições de solo de determinadas regiões tornam mais simples o investimento em uma das ideias de negócios agropecuários voltada à produção de um determinado fruto sazonal.

Se você mora em uma região que é famosa por ter muitos morangos, por exemplo, por que não pesquisar como seria ter uma produção, ainda que pequena, desta iguaria?

42. Cogumelos comestíveis

O investimento na produção de cogumelos comestíveis é relativamente baixo, o que faz desta escolha uma opção entre as ideias de negócios lucrativos com pouco dinheiro — mas o seu cultivo demanda um conhecimento especializado.

Como alguns tipos de cogumelos já marcam bastante presença na mesa dos brasileiros e em restaurantes, a demanda existe para consumidores finais e também para os negócios gastronômicos.

Segundo o Centro de Produções Técnicas (CPT), o cultivo do tipo champignon é ideal para pequenas propriedades. Para quem quer aprender a plantar o alimento, o programa Globo Rural fornece um tutorial disponível online. 

Como aceitar cartões de crédito e débito no meu pequeno negócio?

A maquininha SumUp Top é uma opção prática e acessível para aceitar pagamentos com cartão de débito ou crédito. Basta conectá-la em um celular para oferecer essas opções de pagamento aos seus clientes.

Como o planejamento financeiro é essencial na gestão de um negócio, a maquininha permite que você escolha o plano antecipado para receber o valor de uma compra parcelada no próximo dia útil seguinte!

ASSUNTOS

Equipe Dono do Negócio

O Dono do Negócio é um blog feito pela SumUp para te ajudar a vender melhor.